Esposa de tenente-coronel do Exército é presa suspeita de ser a mandante do crime

Segundo informações da Polícia Civil, o casal estava em processo de separação. A mulher teria planejado a morte junto com a irmã para ficar com a pensão do militar

Da Redação

redacao@jornaldebrasilia.com.br



A mulher e a cunhada do tenente-coronel do Exército Sérgio Murilo Cerqueira Filho, assassinado após um sequestro relâmpago na noite de sexta (15), foram presas no início da noite deste sábado (16) suspeitas de serem as mandantes do crime. Segundo a Polícia Civil do Distrito Federal, as duas foram levadas para a Delegacia de Repressão a Sequestro (DRS). Segundo informações da corporação, o casal estava em processo de separação. A esposa teria planejado o crime com a irmã para ficar com a pensão do militar.

O Coronel estava com a esposa e foi abordado quando chegava em casa, na 208 Norte, por volta das 22h. Os quatro criminosos que estavam no carro deixaram a mulher na quadra seguinte, mas mantiveram o coronel como refém.
A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) foi informada do crime e após fazer uma busca, localizou o corpo do homem às 3h, a 26 quilômetros do local da abordagem, em São Sebastião. Um major do Exército acompanhou a equipe e reconheceu a vítima.
Um menor de 17 anos e um adulto suspeitos de envolvimento no crime foram detidos pouco depois. A equipe da PM achou o carro da vítima ao lado de uma casa onde havia uma festa. Os policias esperaram a dupla deixar a comemoração para então fazer a abordagem. De acordo com a polícia, os homens tentaram fugir e houve perseguição. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Repressão a Sequestro (DRS) da Polícia Civil. Na manhã deste sábado, mais quatro suspeitos foram presos.  



Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

Postar um comentário

0 Comentários