Família que cometeu mais de 100 crimes é presa no Sol Nascente

PCDF/DIVULGAÇÃO

Trio agia de forma extremamente violenta. “Expulsavam as famílias dos lotes e vendiam as terras. As vítimas eram mantidas sob constante ameaça”, conta o delegado da 19ª DP

Uma série de ao menos 100 crimes faz parte do histórico de uma família que mora no Sol Nascente, em Ceilândia. Os criminosos, segundo a investigação da 19ª Delegacia de Polícia (Ceilândia Norte), cometeram grilagem de terras, extorsão, tráfico de drogas e homicídio em um período de dois anos. Dois deles foram presos nesta quinta-feira (21/1).

Fernando Fernandes, delegado-chefe
O delegado-chefe da 19ª, Fernando Fernandes, conta que o grupo — chamado de Comando do Sol Nascente (CSN) era composto pelo pai e os dois filhos, de 18 e 20 anos. Um dos jovens ainda está foragido.

Eles agiam de forma extremamente violenta. “Expulsavam as famílias dos lotes e vendiam as terras. As vítimas eram mantidas sob constante ameaça”, explica.

“Os principais alvos eram mulheres e idosos”, completa. Um fator que dificultou as investigações, de acordo com a polícia, foi o medo das vítimas.

“Muitas temiam pela vida da família, tinham medo de denunciar e sofrerem represálias.”

Cerca de 30 agentes participaram da ação, que teve início às 6h desta quinta. A operação foi batizada de “caçador”. Ainda segundo o delegado, em 31 de dezembro do ano passado, a família matou um rival do grupo. À época, alguns suspeitos foram detidos.


Fonte DF em Foco

Postar um comentário

0 Comentários