Rejeição popular faz prefeita Lucimar Nascimento desistir de reeleição

Lucimar e Dilma

A prefeita de Valparaíso de Goiás, Lucimar Nascimento (PT), não concorrerá à reeleição nas próximas eleições municipais.
A decisão foi anunciada pela gestora na tarde deste domingo (14), após reunião realizada com o seu grupo político.
“Em respeito ao meu partido, o qual tenho orgulho de ser militante, acabo de entregar, em reunião com a nossa militância, uma carta franca e transparente, o qual esclareço que no pleito de 2016 não serei candidata à reeleição. Reitero que meu mandato, que se encerrará em 31 de dezembro de 2016, ainda será de muito trabalho e garra em prol da nossa população que nos confiou essa missão. Grande abraço”, escreveu Lucimar em sua página oficial no Facebook.
O anúncio pegou o município de surpresa. Contudo, a desistência pode ser facilmente compreendida, devido a grande rejeição do eleitorado valparaisense, que hoje, considera Lucimar Nascimento a pior gestora da história de Valparaíso.
Com a popularidade em baixa, pesquisas internas apontam que a rejeição de Lucimar chega a 80%. Recentemente, a petista apareceu numa lista do Jornal Opção, que apontava oito prefeitos de municípios goianos que dificilmente seriam reeleitos no Estado.
A notícia soa como falsa aos ouvidos de cidadãos e cidadãs, dos oposicionistas e da imprensa independente, todos acreditam que a prefeita apenas esteja sendo blindada pelo Partido dos Trabalhadores e por seus aliados. Lucimar tem sido bombardeada de críticas nas ruas e redes sociais, e a oposição aposta que o anúncio seja estratégico para evitar ainda mais desgaste da gestora eleita em 2012.
Com a desistência ‘provisória’ à reeleição da Professora Lucimar, começam a ser especulados os nomes de lideranças que podem ser apoiadas pelo PT local, dentre eles estão o vereador Silvano (PT), o secretário de Saúde Walter Mattos (PPL), e a vereadora Ângela Pessoa (PSC).
Por Marcelo Carlos 
Leia também em www.agenciasatelite.com.br

Postar um comentário

0 Comentários