GDF nomeia 27 delegados, 6 médicos-legistas e 40 papiloscopistas

Posse ocorre em 30 dias e policiais começam a trabalhar em seguida. Grupo foi aprovado em concurso público realizado em 2014.

Do G1 DF

Fachada da sede da direção-geral da Polícia CIvil do Distrito Federal (Foto: Gabriella Julie/G1)

O governo do Distrito Federal publicou no Diário oficial da União a nomeação de 73 profissionais para a Polícia Civil. São 27 delegados, 40 papiloscopistas e seis peritos médicos-legistas que foram aprovados em concurso realizado em 2014. A posse será em até 30 dias. Os convocados têm até 15 dias para começar a trabalhar.

Os profissionais, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública, vão reforças as equipes de investigação criminal. Além disso, fortalecerão as estratégias do programa Pacto Pela Vida, que visa reduzir o número de homicídios e de crimes em geral no DF.

Os novos policiais vão suprir a demanda de postos de trabalho abertos por motivos diversos, como vacância, morte ou aposentadoria de servidores. O governo informou que no início de novembro, concedeu a 435 servidores o benefício de progressão funcional, uma espécie de acréscimo no salário, destinado a policias que cumpram requisitos como tempo mínimo de trabalho ininterrupto no cargo, ausência de punições e aprovação em curso de aperfeiçoamento da corporação.

Levantamento do G1 apontou que o déficit no efetivo da Polícia Civil é de quase 50%. A instituição tem cerca de 4,7 mil membros, quando o estipulado em 2013 pela Presidência da República, que repassa verba à segurança pública do DF por meio do Fundo Constitucional, deveria ser 8.969 servidores.

O número também é menor do que o preconizado por lei distrital de 1993, que determinava em 5.940 o número de servidores naquele ano para atender a população de então 1,6 milhão de habitantes.


Fonte - G1/DF

Postar um comentário

0 Comentários