Enterro de mulher e de filhos assassinados comove Águas Lindas

Família não se conformava com o crime. Corpos foram encontrados domingo, na casa das vítimas. Suspeito seria ex-namorado

IGO ESTRELA/ESPECIAL PARA O METRÓPOLES
A dor e a revolta de amigos e familiares marcaram o enterro de Suzete Santos Miranda, 32 anos, e dos seus filhos, João Vitor, 6. e Joyce, 4, na noite desta terça-feira (13/3), em Águas Lindas (GO). Os corpos foram encontrados no último domingo (11), na residência onde a família morava, no município do Entorno.

Inconformado, o pai das crianças não parou de repetir “mataram meus filhos”, e precisou ser amparado várias vezes durante a cerimônia. Por conta do estado dos corpos, as vítimas não foram veladas, e a despedida foi com caixões fechados.

O avô paterno das crianças, Milton Fagundes, 49 anos, disse que o filho está “em estado de choque, sem comer, sem dormir e tomando remédios para tentar se acalmar”. Emocionado, ele falou com carinho da ex-nora, dos dois netos e pediu justiça. “Só um monstro poderia fazer isso. Queremos que ele pague”, disse.

Tia das crianças, a estudante Tarsila dos Santos, 27 anos, contou que há poucos dias a família comemorava a recuperação de João Vitor de uma cirurgia no coração. “Ele sempre foi um guerreiro, lutou pela vida, nasceu prematuro, com problemas no coração. Sempre foi uma criança iluminada”, contou.

Igo Estrela/Especial para o Metrópoles
Igo Estrela/Especial para o Metrópoles

Igo Estrela/Especial para o Metrópoles

Igo Estrela/Especial para o Metrópoles
Igo Estrela/Especial para o Metrópoles

Igo Estrela/Especial para o Metrópoles

Questionamento
Os familiares questionam a versão de que Suzete e o suposto assassino,o cozinheiro Valdimir Andrade, 45 anos, tiveram um relacionamento amoroso. “Eles não tiveram nada. Ele era casado, ela sempre fugiu dele. Mas ele não se conformava, a perseguia e abordava os meninos”, disse Tarsila.

O músico João dos Santos Fagundes, 22 anos, tio das crianças, contou que os meninos chegaram a comentar sobre o vizinho. “O João Vitor me disse que ganhou uma bicicleta dele e soube de outros presentes. Mas não podia imaginar que meus sobrinhos estavam correndo um risco tão grande.”

Suspeito tem prisão temporária decretada
O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) determinou, nesta terça (13), a prisão temporária do suspeito de cometer o triplo homicídio que chocou os moradores de Águas Lindas (GO). O ex-namorado de Suzete ficará detido por 30 dias, podendo o prazo ser prorrogado por igual período.

Valdimir Andrade, que trabalhava em um restaurante de Águas Claras, é suspeito de matar as vítimas a golpes de tesoura e faca. Ele permanece detido no Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) de Águas Lindas, mas, tão logo a equipe de investigação conclua as diligências, será levado para a cadeia pública do município.

Cena de horror
Os corpos das vítimas foram achados no domingo (11), no bairro Guaíra II, em avançado estado de decomposição. A primeira pessoa a se deparar com a cena de horror na casa onde mãe e filhos moravam foi o cunhado de Suzete, Edvaldo dos Santos Conceição, 46. “Abri a porta e fiquei chocado. As crianças eram muito apegadas a mim. Quase todo fim de semana, eu vinha para cá ficar com elas”, disse.

Havia muito sangue pela casa, segundo Edvaldo. “Vi primeiro o corpo do menino [João Vitor] e me assustei. Quando entrei no quarto, estavam Suzete e Joyce. Muito triste”, lamenta o cunhado. A mulher levou pelo menos uma facada no peito e 20 tesouradas no pescoço. Os filhos foram mortos com golpes de tesoura. No domingo (11), o cheiro dos corpos ainda era forte na rua onde ocorreu o crime.

Fonte - Metropoles

Postar um comentário

0 Comentários