Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


MADRASTA CONFESSA QUE AGREDIU MENINO QUE ACABOU MORRENDO POR ELE NÃO FAZER TAREFAS ESCOLARES, EM GOIANÉSIA


A madrasta de Davi Luiz Rodrigues Rosa, de 7 anos, Vanária Rodrigues da Silva, confessou à polícia que agrediu o enteado com chutes na barriga, em Goianésia, na região do Vale do São Patrício. Ele morreu após infecção decorrente dos golpes. A mulher e o pai do menino, André Luiz Santos Rosa, estão presos.

“Ela fala que foi em razão dele não ter feito as tarefas escolares. Ela não gostou e teria, então, dado chineladas e falou que deu um chute nessa criança de 7 anos”, disse a delegada Ana Carolina Pedrotti.

O laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou que Davi tinha lesões recentes no corpo, principalmente nos braços e pernas. Uma radiografia feita no corpo apontou que houve fratura no fêmur esquerdo. Médicos constataram que a causa da morte foi uma laceração no intestino.


“Eu conversei com o legista e ele me falou que essa lesão causada no intestino, e essa no fêmur, são lesões que causariam uma dor absurda na criança. Então, não seria uma mera alegação que ele [Davi] estava com dor de barriga, que foi o que disse o pai”, contou a delegada.

Segundo testemunhas, Davi foi agredido na segunda-feira (14). No dia seguinte, passou o dia na cama e negou que queria ir até o hospital. Ele apenas foi levado até a unidade hospitalar na madrugada de quarta-feira (16), onde foi constatado pelos médicos que já chegou sem vida. O pai e a madrasta foram presos no mesmo dia. Em depoimento, André Luiz disse que não estava em casa no momento das agressões.

Davi foi enterrado na tarde de quinta-feira (17) em Silvanópolis (TO), cidade onde a mãe mora.

Fonte - G1/Goiás

Nenhum comentário




Latest Articles