Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


Polícia Civil investiga duas mortes de crianças em menos de 24 horas no DF

TV Globo/Reprodução

Em um dos casos, em Ceilândia, investigadores acreditam que óbito de recém-nascido foi acidental, após engasgo. Já no Recanto das Emas, PM diz que encontrou marcas de violência em criança de três anos. Veículo da Polícia Civil em frente a casa durante investigação no DF.


A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) investiga duas mortes de crianças ocorridas em menos de 24 horas, na sexta-feira (18). Em um dos casos, em Ceilândia, os investigadores acreditam em óbito acidental. Já em outro, no Recanto das Emas, a Polícia Militar encontrou possíveis marcas de violência.

A primeira ocorrência foi registrada por volta do meio-dia, na QNP 32 de Ceilândia. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para o local e encontrou um recém-nascido, com aproximadamente um mês de idade, já sem sinais de vida.

Junto com o Corpo de Bombeiros, a equipe tentou reanimar o bebê por cerca de 30 minutos, mas não teve sucesso. A Polícia Civil foi acionada e, segundo o delegado Vander Braga, da 23ª Delegacia de Polícia, uma análise preliminar indica que a criança sufocou após se engasgar.

“Pegamos uma opinião preliminar com o médico legista da Polícia Civil, e ele deixou bem claro que há uma probabilidade muito grande de ter sido [morte] acidental. Todas as partes já foram ouvidas. A gente depende só do laudo definitivo para fazer a conclusão do inquérito”, afirmou.

Polícia investiga morte de bebê que teve uma parada cardiorrespiratória em Ceilândia

Recanto das Emas

Já no Recanto das Emas, a PM foi acionada por uma equipe da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região. Segundo a corporação, uma criança de 3 anos foi levada pela família ao local, por volta das 18h30. A mãe e o tio da criança disseram que ela tinha levado um choque elétrico.

No entanto, de acordo com a PM, ao analisar a vítima, o médico da UPA não encontrou sinais de choque elétrico, mas localizou possíveis marcas de violência. Na análise, também estranhou a cor da criança e suspeitou que ela tinha morrido há mais tempo. Por isso, chamou os militares.

A PM então levou a mãe, o tio da criança e um outro homem que mora com eles para prestarem depoimento na delegacia. O trio manteve a versão de que a vítima morreu por choque elétrico. O caso está sendo investigado pela 27ª Delegacia de Polícia, no Recanto das Emas.

O corpo foi encaminhado para análise do Instituto Médico Legal (IML). Até a última atualização desta reportagem, a Polícia Civil não tinha dado mais informações sobre o caso.

Leia mais notícias sobre a região no g1 DF.

Fonte - Rede BCN

Nenhum comentário




Latest Articles