Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


PRIORIDADES - Prioridades definidas nas regiões administrativas do DF

Encontro com administradores das regiões do DF resultou em um levantamento das principais necessidades de cada região administrativa do DF, segundo o governador Ibaneis Rocha (MDB)

(crédito: Renato Alves/ Agência Brasília)

A reunião com os administradores das regiões administrativas do Distrito Federal resultou em um levantamento das principais necessidades de cada cidade, segundo o governador Ibaneis Rocha (MDB). Na manhã desta quarta-feira (4/1), o chefe do Executivo participou do encontro junto com os 33 gestores no Palácio do Buriti que durou mais de duas horas. Entre os temas tratados, ele ressaltou o projeto de remodelar todas as cidades e dar foco para o asfalto nas regiões, principalmente neste período chuvoso.

O governador detalhou a necessidade de algumas obras como o viaduto do Gama, a construção de hospitais públicos em regiões da capital, a ampliação dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e dos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS), além de novos restaurantes comunitários para atender as comunidades mais carentes. “Estamos trabalhando alinhado com todos os administradores para que a gente atenda as demandas da população”, pontuou.

Ibaneis ressaltou também a precisão de obras de drenagem no Lago Sul. “Na Ceilândia, nós temos um problema que a cidade envelheceu muito e precisamos entrar com obras em vários locais, tanto de drenagem quanto obras viárias no asfalto”, comentou. O governador destacou que o programa Drenar-DF vai ser lançado na próxima terça-feira. “Essa obra vai resolver o problema dos alagamentos que nós temos na Asa Norte. O projeto que está em andamento junto à Secretaria de Habitação também para reformulação do Setor Hoteleiro Norte e Sul e da W3 Sul”, completou.

Sobre outras regiões, o governador destacou o projeto de revitalização da Vila Planalto, que deve ser licitado ainda neste semestre, e a construção da Escola Classe da Candangolândia. “Foi fechada por questões de estrutura. Nós vamos agilizar o processo junto a Novacap também para que a gente faça a licitação devolvendo a escola a população”, prometeu. No Jardim Botânico, Ibaneis mencionou obras de duplicação da BR-001, construção da administração e da feira da região. “Um pedido da comunidade e nós vamos atender”, avaliou.

Novas regiões

Composta por 33 regiões administrativas, a capital vai somar mais duas cidades: Arapoanga e Água Quente. Segundo o governador, a indicação dos nomes dos administradores está prevista para fevereiro. “Primeiro, vamos estruturar os locais. No Arapoanga, não temos onde colocar a administração”, ressaltou. No caso da Água Quente, Ibaneis destacou que o governo está desapropriando uma área para que sejam instalados os equipamentos públicos.

O governador comentou que as duas regiões são importantes e cresceram muito nos últimos anos. “Tudo isso está sendo cuidado no âmbito da Secretaria de Governo e da Secretaria da Cidade para que a gente possa fazer a instalação dessas novas duas administrações regionais de forma que haja uma estrutura mínima para começar o trabalho”, avaliou Ibaneis, destacando que há oito sedes de administrações que serão construídas ao longo deste ano, como nas áreas do Jardim Botânico e da Fercal.

Fonte - Agência Brasília

Nenhum comentário




Latest Articles