Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


SEQUELAS - Bolsonaro é internado com dores abdominais em hospital nos EUA

Desde que sofreu um atentado a faca na campanha eleitoral de 2018, Bolsonaro foi submetido a seis cirurgias

Reprodução/Twitter

Brasília e Orlando (EUA) — O ex-presidente Jair Bolsonaro foi internado em um hospital com fortes dores abdominais, nos Estados Unidos, onde passa por um período sabático. A informação foi confirmada ao Metrópoles por fontes próximas ao ex-presidente. Bolsonaro já esteve internado em outras ocasiões pelo mesmo motivo (foto em destaque).

Ele estaria fazendo exames por causa de dores abdominais. Há a investigação de potencial nova obstrução intestinal ou aderências na região. Segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, Bolsonaro está no AdventHealth Celebration, em Orlando, na Flórida.

No condomínio onde Bolsonaro passa férias, um segurança disse à reportagem que o ex-presidente saiu rumo a Miami, por volta das 5h, bem disposto para “cumprir agenda”, e retornaria às 23h. Ele teria “brincado com todo mundo” antes de sair.

Desde que sofreu um atentado à faca na campanha eleitoral de 2018, Bolsonaro foi submetido a seis cirurgias. Duas delas não tiveram relação com a facada: uma vasectomia e uma retirada de cálculo na bexiga.

No dia 3 de julho de 2021, o presidente foi submetido a mais uma cirurgia. Dessa vez, o procedimento foi para realizar um implante dentário. Dias depois, o presidente reclamou de estar com soluços constantes e chegou a ser internado, mas não precisou de nenhuma intervenção cirúrgica.

Após ser esfaqueado na barriga por Adélio Bispo, durante encontro com apoiadores, em setembro de 2018, Bolsonaro já precisou passar por seis cirurgias - quatro relacionadas ao ataque - em menos de quatro anos.

A primeira ocorreu em 6 de setembro, mesmo dia em que sofreu o atentado. Ele foi levado ao hospital às pressas para tratar lesões que a facada causou no intestino. Na ocasião, precisou colocar uma bolsa de colostomia.

Dois dias após a primeira cirurgia, Bolsonaro foi transferido para outro hospital e, em 12 de setembro de 2018, submetido a um segundo procedimento para desobstruir as paredes do intestino delgado.

Em 28 de janeiro de 2019, logo após tomar posso como presidente da República, Bolsonaro precisou realizar uma terceira cirurgia para retirar a bolsa de colostomia e reconstruir o trânsito intestinal.

No dia 8 de setembro de 2019, o presidente passou por outro procedimento para corrigir uma hérnia incisional no abdômen. O problema foi causado pelos diversos procedimentos decorrentes da facada.

Em setembro de 2020, Bolsonaro realizou uma cistolitotripsia endoscópica para retirar um cálculo renal. Diferentemente dos outros procedimentos, esse foi menos invasivo.

No dia 3 de julho de 2021, o presidente foi submetido a mais uma cirurgia. Dessa vez, o procedimento foi para realizar um implante dentário. Dias depois, o presidente reclamou de estar com soluços constantes e chegou a ser internado, mas não precisou de nenhuma intervenção cirúrgica.

Após ser esfaqueado na barriga por Adélio Bispo, durante encontro com apoiadores, em setembro de 2018, Bolsonaro já precisou passar por seis cirurgias - quatro relacionadas ao ataque - em menos de quatro anos.

O ex-presidente viajou aos Estados Unidos na véspera da posse de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Nos últimos dias, circularam imagens de Bolsonaro cumprimentando apoiadores e passeando pelas ruas do condomínio onde está hospedado.

Fonte - Metrópoles

Nenhum comentário




Latest Articles