Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

Ads Place


Agrishow: Bolsonaro e Tarcísio criticam demarcação e invasão de terras

O ex-presidente Jair Bolsonaro visita a Agrishow, feira de agronegócio em Ribeirão Preto, no interior de SP, nesta segunda-feira (1º/5)

Fabio Vieira/Metrópoles

São Paulo — Em seu primeiro evento público desde que voltou dos Estados Unidos, em março, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou nesta segunda-feira (1º/5), na feira de agronegócio em Ribeirão Preto (SP), a demarcação de novas terras indígenas feita pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Vi agora as homologações de terras indígenas assinadas pelo cidadão que ocupa a Presidência. Uma delas, de 30 mil hectares, tem só 9 indigenas. Algo não está certo. Vocês sabem como eu tratei essas questões. Nunca tive má vontade com indigenistas, eu tentei permitir que os indigenas explorassem suas propriedades”, afirmou Bolsonaro, na abertura da Agrishow.

Na última sexta-feira (28/4), Lula assinou a homologação de seis territórios indígenas, última fase para que um território indígena seja reconhecido. As terras homologadas ficam nos estados do Acre, Alagoas, Amazonas, Ceará, Goiás e Rio Grande do Sul.

Segundo Bolsonaro, os pedidos de demarcação de terras indígenas ameaçam o agronegócio. “Existem 400 pedidos de demarcações de terras indigenas e mais de 3 mil comunidades quilombolas. Se 10% forem atendidos, para onde irá o ageonegocio?”, questionou o ex-presidente.

Bolsonaro chegou à maior feira de agronegócio da América Latina, no interior de São Paulo, acompanhado do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos), seu afilhado político. Foi o primeiro ato público dos dois desde a posse de Tarcísio no Palácio dos Bandeirantes.

No palco ao lado de Bolsonaro, o governador paulista disse que não vai “tolerar” as invasões de terras promovidas pelo Movimento dos Trabalhadores Ruais Sem Terra (MST), como ocorreram no chamado de “abril vermelho”. Segundo ele, invasores de propriedade privada terão “um único destino: a cadeia”.

“Não vamos transigir com a segurança jurídica. Vamos proteger a propriedade privada. Não vamos tolerar invasão de terra. Os invasores de terra terão um destino só: a cadeia. Seguranca jurídica, propriedade, são fundamentais. O produtor tem que se preocupar em criar, produzir, não vamos tolerar a baderna.”
Bolsonaro e Tarcísio chegam à Agrishow, maior feira de agronegócio da América Latina, em Ribeirão Preto (SP) Fabio Vieira/Metrópoles

Polêmica

A participação de Bolsonaro na Agrishow, maior feira de agronegócio da América Latina, foi cercada de polêmica. Um dos principais patrocinadores do evento, o Banco do Brasil cancelou o patrocínio da feira, embora tenha mantido sua estrutura no local, por causa da presença do ex-presidente.

A organização do evento acabou por “desconvidar” o ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, para a cerimônia de abertura da feira — sugeriram um outro dia a ele —, após a confirmação da presença de Bolsonaro no evento. Após a polêmica, a Agrishow decidiu cancelar a cerimônia de abertura, mas manteve o ato com o ex-presidente e o governador em uma cerimônia fechada.

Fonte - Metrópoles

Nenhum comentário




Latest Articles