Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


MOBILIDADE - Santa Maria Ligação alternativa entre Santa Maria e Gama recebe pavimentação

DER-DF finaliza dois dos três quilômetros da VC-361 e inicia trabalhos da última etapa. Obra vai beneficiar 15 mil pessoas que transitam na região todos os dias

​A obra teve investimento de R$ 4,6 milhões e gerou 150 empregos
 | Fotos: Lúcio Bernardo Jr./ Agência Brasília

O Governo do Distrito Federal (GDF) já finalizou dois quilômetros da obra de asfaltamento da rodovia vicinal VC-361, ligação alternativa entre Gama e Santa Maria. A pavimentação do quilômetro restante já está sendo feita pelas equipes do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF). Ao todo, a benfeitoria tem um investimento de R$ 4,6 milhões e gerou 150 empregos.

Cerca de 15 mil pessoas serão beneficiadas com a obra, entre motoristas e ciclistas que passam por ali todos os dias. “Essa estrada, além da circulação diária de moradores das duas cidades, serve como rota alternativa para quem segue para os estados de Goiás e de Tocantins e não deseja passar pelo centro de Brasília”, explica o superintendente do DER, Cristiano Cavalcante. “Em paralelo, teremos uma ciclovia de mesma extensão que vai dar mais mobilidade, em especial à população da área rural”, complementa. O núcleo rural Alagados fica na região.

A vicinal está localizada entre a DF-480 e a DF-483 e passa na porta do campus da Universidade de Brasília (UnB-Gama). São duas faixas de rolamento em cada um dos sentidos da pista. A reforma abrange, além da terraplenagem e pavimentação, as etapas de drenagem superficial, sinalização horizontal e vertical e implantação de meio-fio. Dois retornos, que não existiam na antiga estrada de terra, também foram executados agora.

A estiagem no Distrito Federal favoreceu o andamento dos trabalhos. “Pavimentação é algo que não dá para fazer com chuva, atrapalha muito. Com a seca intensificamos o serviço”, conta Cavalcante. Após a conclusão da estrada, os operários já iniciam a execução da ciclovia.

Diretora de uma escola particular no núcleo rural Alagados, Priscila da Mata, 44 anos, lembra que o asfalto ali era muito esperado. O colégio, que atende crianças de até 11 anos, inclusive já teve um aumento na procura devido às melhorias no acesso.

“Começamos 2023 com pouco mais de 100 alunos e nos últimos meses muitos pais vieram até aqui para saber como matricular os filhos. Isso é resultado da nova estrada”, acredita. “Sem dúvida, isso representa mais tranquilidade para as famílias trazerem os meninos com mais segurança”, diz

Fonte - Agência Brasília

.

Nenhum comentário




Latest Articles