Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


Comissão aprova pedido de informação sobre uso de voos da FAB por Dino

Em requerimento proposto por Paulo Bilynskyj, Câmara pede acesso aos itinerários, agendas, programações e justificativas de Flávio Dino


Igo Estrela/Metrópoles

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados aprovou, nesta terça-feira (29/8), um requerimento de informações ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino.

O documento, proposto pelo deputado federal Paulo Bilynskyj (PL-SP), solicita acesso aos “itinerários, agendas, programações e justificativas referentes aos voos realizados pelo ministro nas aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) durante seu mandato”.

De acordo com o requerimento, Dino teria realizado ao menos 64 voos, segundo registros da própria FAB, do início do mandato até o último domingo (27/8). Como revelou o Metrópoles, o ex-governador do Maranhão é recordista nos chamados “voos de fim de semana”, quando os ministros viajam às sextas-feiras, esticam o fim de semana nas suas cidades e retornam a Brasília, também nas asas da FAB, aos domingos ou às segundas-feiras.

Ao todo, Dino fez nove voos às sextas e aos sábados para São Luís, capital do Maranhão, onde tem residência. Em apenas três dessas viagens o ministro tinha compromissos oficiais na cidade. Nas outras seis oportunidades, Dino alegou motivos de segurança para usar os jatos da FAB.
Outros ministros no ranking

O ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, aparece logo depois de Flávio Dino no ranking: paulista, ele voou oito vezes para São Paulo às sextas-feiras, com retorno à capital federal no início da semana seguinte. Em seguida, Fernando Haddad, ministro da Fazenda, que reside em São Paulo e também tem gabinete da pasta na capital paulista, com cinco voos às sextas-feiras e dois às quintas.

Ministra da Saúde, Nísia Trindade viajou sete vezes em aviões da FAB às sextas-feiras para o Rio de Janeiro, sua cidade natal. Em todas as viagens, ela alegou motivos de serviço: apresentou como justificativa compromissos na capital fluminense. Por quatro vezes, ela voltou a Brasília de FAB. Nas três restantes, retornou em voos comerciais.

Nenhum comentário




Latest Articles