Page Nav

HIDE

CLDF - Campanha Abuso Não

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


‘Torturou ela a noite toda’, diz pela 1ª vez, pai de médica morta em quarto de hotel no ES

Médico cirurgião, ex-prefeito e ex-vereador de Teófilo Otoni Samir Sagi El-Aouar, contou que filha era agredida pelo marido e queria se separar, mas ele não aceitava.

Por Fran Ribeiro e Jerry Santos, g1 Vales de Minas Gerais

Médico e filha morta em quarto de hotel no ES — Foto: Redes sociais

O médico cirurgião, ex-prefeito e ex-vereador de Teófilo Otoni, Samir Sagi El-Aouar falou pela primeira vez sobre a morte da filha Juliana Ruas El-Aouar, de 39 anos, em um quarto de hotel em Colatina no Espírito Santo, nesse sábado (2).

Juliana foi velada na Capela do Vale das Flores em Teófilo Otoni onde o pai concedeu entrevista à equipe da Inter TV dos Vales. Samir disse que a família está arrasada e que a filha foi torturada.

"Nós estamos arrasados, pensar que uma filha, de 39 anos de idade, médica psiquiátrica, com o futuro todo pela frente, uma filha maravilhosa, um amor de pessoa, de repente, é submetida a uma tortura, porque o aconteceu com ela foi tortura durante a noite toda. Houve taumatismo cranioencefálico em dois locais da cabeça, machucou o estômago, a traqueia e o esôfago dela, enfim, minha filha foi torturada até a morte. Mais um feminicídio neste pais, que eu espero, que se Deus quiser, não vai ficar impune", desabafou o médico.

Médico cirurgião, ex-prefeito e ex-vereador de Teófilo Otoni, Samir Sagi El-Aouar — 
Foto: Jerry Santos

"Ele já vinha batendo nela algumas vezes, dizendo que ela tinha caído dentro de casa, todo dia um olho roxo, uma cicatriz de sete centímetros na região frontal. Tudo isso já vinha acontecendo e ela querendo sair do casamento, e ele ameaçando para ela não sair, ele não aceitava a separação", explicou Samir.

"Ele programou o que ele fez. Tirou minha filha da minha vida. Amigos, parentes e conhecidos, todos nós estamos sofrendo hoje demais, pelo que ele fez. Não tem justificativa, mais um feminicídio, eu acho que o nosso país tem que acabar com essa matança de esposas, de namoradas, porque isso é um absurdo".

O cirurgião disse ainda que espera que a justiça seja feita e que o marido da filha permaneça preso.

"Eu espero que daqui pra frente, seja feita justiça principalmente, mantê-lo preso até o final dos fatos", finalizou.

Médica é enterrada em Teófilo Otoni — Foto: Jerry Santos

Juliana foi enterrada às 16h no Cemitério Vale das Flores, em Teófilo Otoni.

Nenhum comentário




Latest Articles