Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

Ads Place


Vídeo. Treta sobre Lula na CLDF tem grito e xingamento: “Mentiroso”

O deputado Iolando criticou diversos pontos do governo Lula e, na sequência, foi chamado de mentiroso por Chico Vigilante


JP Rodrigues/ Metrópoles

O embate de avaliações sobre o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pôs fogo no plenário da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), na tarde dessa terça-feira (19/9). Após o deputado distrital Iolando (MDB) criticar o governo federal, Chico Vigilante (PT) rebateu a fala e chamou o colega de mentiroso.
Veja a treta:

Iolando cobrou retratação. Ameaçou protocolar uma representação no Conselho de Ética caso o petista não retirasse a ofensa. Vigilante manteve a posição. E o debate durou aproximadamente 25 minutos. A temperatura no plenário estava nas alturas, ao ponto de os distritais questionarem o funcionamento do ar-condicionado da Casa.

A briga começou quando Iolando alfinetou Lula. O parlamentar bolsonarista criticou as viagens do presidente. “Ele gastou R$ 7,3 milhões em uma viagem para Nova York. E está hospedado em um dos hotéis mais caros do mundo. O o presidente Lula, do Brasil, pai dos pobres”, alfinetou.

Segundo Iolando, Lula passou os primeiros nove meses de governo viajando pelo mundo. “E não trouxe uma coisa boa para o nosso Brasil”, afirmou. O distrital também mirou a política estabelecida com a Argentina, a condução da economia e os preços atuais dos combustíveis e alimentos.

Vigilante não aceitou as críticas. “A mentira não pode prosperar. E o deputado Iolando está mentindo”, afirmou. De acordo com o petista, a viagem de Lula aos EUA é umas da mais comentadas e elogiadas no mundo. Vigilante pontuou que Iolando não criticou o valor da gasolina na gestão Bolsonaro, quando os preços chegaram perto dos R$ 10.

Para o petista, Iolando faltou com a verdade ao falar sobre os acordos econômicos com a Argentina. Vigilante cobrou que o colega estudasse antes de fazer comentários no plenário. “E toda vez que mentir neste plenário, será imediatamente combatido”, rebateu.

A discussão escalou. Iolando manteve a carga contra Lula, citando o déficit nas contas públicas federais. “Como pode ser mentira? Se estamos dizendo a pura verdade, não é mentira”, disparou. Vigilante rebatou novamente. “A mentira não pode prosperar”, assinalou o petista.

Vigilante lembrou que o MDB está no governo federal, com membros no primeiro escalão do Planalto. “Já que ele não tem coragem de pedir para sair do governo, que saia do partido. Para não ficar essa esquizofrenia que está acontecendo”, provocou.

Representação

Citando a Lei Orgânica, Iolando argumentou que nenhum distrital pode se referir com descortesia ou de maneira injuriosa aos demais membros do Legislativo, demais Poderes e à população. O emedebista cobrou retratação. “Se essa moda pega, o trem vai pegar nesta Casa. Eu não aceito. Não sou mentiroso”, declarou.

Iolando prometeu entrar com representações em todas as instâncias pela retratação. “Eu estou aqui no segundo mandato. E desde o primeiro mandato eu nunca menti”, afiançou o parlamentar, cobrando providências do presidente da Casa, deputado Wellington Luiz (MDB).

Vigilante não recuou. “O cidadão mentiu. Continua mentindo. Faça o que você quiser, mas, neste caso, você é mentiroso com relação ao presidente Lula. Ratifico: mentiu”, disparou o petista.

Para Iolando, Vigilante teria ferido a ética do decoro parlamentar. “Isso é um absurdo, uma vergonha”, reagiu.

Vigilante argumentou que não se intimida e que está preparado para o debate no Conselho de Ética da CLDF ou em outros órgãos de controle. E ressaltou que não vai tolerar mentiras e que não praticou crime de calúnia durante as falas. “Eu não tenho medo da extrema direita. Enfrentei em todos os momentos da minha vida”, finalizou.

Nenhum comentário




Latest Articles