Page Nav

HIDE

CLDF - Campanha Abuso Não

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


Com desfalques e pouco tempo, como Tite pode montar o Flamengo contra o Palmeiras? Comentaristas opinam

Rubro-Negro terá apenas o treino desta terça com o elenco à disposição para definir o time titular

Por Redação do ge — Rio de Janeiro

O Flamengo enfrenta o Palmeiras, no Maracanã, na quarta-feira, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Tite, mais uma vez, terá problemas para escalar o meio-campo. Como o treinador pode ir a campo contra o clube paulista? O ge ouviu comentaristas com as opções.

Tite não poderá contar com Thiago Maia, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, assim como Filipe Luís que fez sua estreia com o treinador contra o Fortaleza. Bruno Henrique ainda será ausência. A única notícia boa é o retorno de Gerson, que cumpriu suspensão por expulsão.

Wesley, que não foi relacionado por gastroenterite, volta a ficar à disposição. Matheuzinho foi o substituto na ocasião. David Luiz (tornozelo direito), Allan (pé esquerdo) e Gabigol (adutor da coxa direita) seguem em recuperação no departamento médico.

Comemoração do gol de Pedro em Fortaleza x Flamengo — Foto: Lucas Emanuel/AGIF

Sem contar com a atividade desta segunda, que seguiu o planejamento de regenerativo e somente os reservas foram a campo, Tite terá apenas o treinamento desta terça com todos os jogadores no campo para definir o time titular. Em meio a pouco tempo para preparar e os desfalques, como o treinador pode projetar o Flamengo para o jogo contra o Palmeiras?

Na última vez que teve um desfalque no meio-campo, Tite optou por utilizar Gerson recuado como segundo volante. No decorrer dos últimos jogos, Rodrigo Caio recebeu minutos atuando como volante e esta pode ser uma opção já para iniciar o jogo conforme explica o comentarista Rodrigo Coutinho.

- Acredito que os últimos jogos tenham mostrado a necessidade de equilibrar a equipe. E isso tem significado ter Gérson mais adiantado, e não fazendo a função de volante. Talvez a melhor opção seja montar uma dupla de volantes com Rodrigo Caio e Erick Pulgar. Gérson e Everton Cebolinha pelos lados, e Arrascaeta na meia-central. Na lateral-direita, Matheuzinho gera mais segurança em relação a Wesley - analisou em cima dos últimos jogos do Rubro-Negro.

A comentarista Renata Mendonça analisou as recentes atuações de Gerson como segundo volante e opinou pela escalação de Victor Hugo, que vem ganhando chances com Tite nos últimos jogos. Além disso, Renata comenta sobre o dilema nas laterais.

- Tite tem atuado de início num sistema 4231, em geral com Pulgar e Thiago Maia de volantes. Não tendo um deles, o técnico já optou por usar Gerson no setor como segundo volante, o que acho que não aproveita as principais valências hoje do jogador e também deixa o time mais exposto contra um adversário muito forte e com jogadores rápidos para explorar espaços. Acho que valeria a entrada de Vitor Hugo ao lado de Pulgar e Gerson mais avançado com Arrascaeta e Luis Araújo, tendo Pedro à frente deles como referência - disse antes de completar:

- Na lateral esquerda, sem Filipe Luis, é Ayrton Lucas que inclusive tem oscilado na temporada, mas já demonstrou que consegue jogar bem tanto na fase ofensiva quanto cumprindo as funções defensivas que a posição exige. Pelo lado, acho que Matheuzinho complementa melhor o Luis Araújo, que vem em evolução. Ele sabe construir melhor o jogo, algo que tem feito falta pro Flamengo - tanto contra o Santos, quanto contra o Fortaleza, o time errou muitos passes ali ao iniciar a jogada diante de uma marcação em bloco médio e teve dificuldade pra progredir com a bola em alguns momentos - Matheuzinho pode ajudar nisso - encerrou.

Em cima dos desfalques, o comentaristas Marcelo Raed aproveitou para analisar os primeiros jogos de Tite no Flamengo.

- No futebol, a adversidade traz oportunidades. E pode ser que o Tite precise dessa "adversidade" para colocar em campo o time que ele julga ser o mais adequado pro seu estilo de jogo preferido. Nos últimos jogos ele já vinha tentando desenhar o time com dois pontas de velocidade e drible, para dar amplitude e quebrar as linhas de marcação. A entrada do Cebolinha contra o Grêmio e do Luiz Araújo contra o Santos já davam mostras. Bruno Henrique é um ótimo jogador, mas tem o arranque - e não a mudança de direção - como principal característica - disse e continuou:

- Outro ponto de atenção é com a função do volante, que precisa ter uma boa construção. Nessa função, ele também já testou o Gerson, contra o Santos. Thiago Maia traz solidez defensiva, mas não dá dinâmica no meio. O grande problema é o elenco desequilibrado para as convicções do técnico. Cada um dos 3 técnicos do Flamengo no ano pensam o jogo de formas e prioridades diferentes. Se o time responder em campo, fica mais fácil para o Tite manter suas convicções nessa reta final e planejar o time à sua maneira para a próxima temporada - finalizou.

O Flamengo tem 53 pontos e está na briga para a classificação direta na Libertadores.

Nenhum comentário




Latest Articles