Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

Ads Place


Ibaneis diz que planeja ampliar as escolas cívico-militares no DF

Afirmação do governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), ocorreu durante o lançamento do Programa DF Mais Seguro, na terça-feira (14/11)


Michael Melo/Metrópoles

O governador Ibaneis Rocha (MDB) anunciou a intenção de ampliar o programa das escolas cívico-militares no Distrito Federal.

“Esse é um projeto que eu acredito muito e a gente tem um projeto de ampliar cada vez mais as escolas de gestão compartilhada, que é um modelo muito bem instituído. Com o apoio de todos e a participação de militares na administração da escola ajudando os professores em parceria com a Secretaria de Educação que está à frente da parte educacional”, afirmou Ibaneis.

A fala do emedebista foi feita no momento em que ele cumprimentava alunos de um colégio cívico-militar, o Centro Educacional 1 (CED 1) do Itapoã, durante cerimônia de lançamento do Programa DF Mais Seguro, nessa terça-feira (14/11).

O novo programa, que tem como base a integralidade de ações e envolvimento de diferentes órgãos governamentais, não governamentais e sociedade civil, foi dividido em cinco eixos temáticos alinhados com as principais necessidades da população: Cidade Mais Segura; Escola Mais Segura; Cidadão Mais Seguro; Mulher Mais Segura; e Servidor Mais Seguro.

Programa de escolas cívico-militares

Em julho deste ano, o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) decidiu acabar com o Programa Nacional de Escolas Cívico-Militares criada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

À época, o governador Ibaneis Rocha já havia mencionado que iria manter as escolas cívico-militares na capital da República, apesar de o governo federal ter encerrado o programa em âmbito nacional.

Ibaneis afirmou à coluna Grande Angular que a decisão do governo federal é uma questão de “ideologia”. “Aqui, continuamos com nosso programa”, declarou. O governador afirmou que o balanço das escolas militarizadas, no DF, é “100% positivo”, comentou à época.

Segundo a Secretaria de Educação do DF, há apenas quatro escolas integrantes do programa do governo federal na capital do país.

O DF tem outras 13 unidades que funcionam com gestão compartilhada exclusiva entre a Secretaria de Educação e a Secretaria de Segurança Pública, em uma espécie de programa distrital parecido com o federal.

As 13 unidades de ensino de gestão compartilhada atendem a turmas do 6º ao 9º ano do ensino fundamental e do ensino médio. A Secretaria de Educação e a Secretaria de Segurança Pública fazem a gestão compartilhada, com profissionais de ambas as áreas.

Nenhum comentário




Latest Articles