Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


Milei e Fernández têm primeira reunião para discutir transição de poder na Argentina

Presidente eleito e atual ocupante da Casa Rosada cancelaram encontro na segunda-feira, mas rodada sobre sucessão acontece na manhã desta terça

Por O GLOBO

Fernández e Milei se reuniram na Quinta de Olivos, residência oficial do presidente da Argentina, para iniciar transição de poder — Foto: Divulgação/ Presidência da Argentina

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, e o presidente eleito, Javier Milei, começaram a discutir a transição de poder nesta terça-feira, um dia após uma reunião entre os dois ser cancelada. O vencedor da eleição do último domingo e o atual ocupante da Casa Rosada se encontram na Quinta de Olivos, residência oficial do presidente argentino, acompanhados de poucos assessores.

Milei deixou o Hotel Libertador, seu bunker de campanha e onde está hospedado há semanas, por volta das 07h30, e cruzou a cidade para chegar até à residência presidencial. A reunião com Fernández começou por volta das 08h30, pouco antes da abertura da bolsa, que começa a reagir ao resultado das eleições.

“O encontro aconteceu em frente residência presidencial de Olivos, com o objeto de dar início ao processo de transição institucional entre as equipes designadas por ambos nas áreas distintas de governo”, afirmou o Gabinete de Fernández em um comunicado oficial.

Com o presidente eleito, participou da reunião Nicolás Posse, cotado como chefe de Gabinete de Milei. Fernández, por sua vez, estava acompanhado do secretário-geral da Presidência, Julio Vitobello, da porta-voz Gabriela Cerruti e o vice-chefe de Gabinetel, Juan Manuel Olmos.

Inicialmente, a reunião estava prevista para acontecer na tarde de segunda-feira, mas foi adiada depois que o ministro Sergio Massa, candidato peronista derrotado nas urnas, fez declarações sobre a “responsabilidade” do líder da direita radical na economia. O clima entre eles, relata a imprensa argentina, é de clara tensão e a passagem de bastão deve ocorrer a conta gotas.

Apesar do cancelamento, os primeiros passos da transição começaram na segunda-feira. Segundo apurou o jornal La Nacion, dirigentes de ambos os setores conversaram intensamente e de maneira individual para acelerar uma transição ordenada ministério por ministério.

Futuro Gabinete

Em uma série de entrevistas a rádios argentinas na segunda, Milei antecipou um pouco do que deve ser o seu Gabinete quando assumir, em 10 de dezembro. De acordo com o presidente eleito, a organização do Executivo nacional terá apenas oito ministérios. O ultraliberal também anunciou o advogado criminal Mariano Cúneo Libarona como ministro da Justiça, e a economista Diana Mondino como ministra de Relações Exteriores.

Carolina Píparo, candidata pelo partido A Liberdade Avança, será a hefe da Administração Nacional da Seguridade Social (Anses).

Nenhum comentário




Latest Articles