Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


“Perdi a cabeça”, diz prefeito que atirou contra a ex. Ouça o áudio

O prefeito de Iporá (GO), Naçoitan Leite, está foragido. Em áudio, ele disse que sofreu ameaças do namorado da ex e “perdeu a cabeça”


Reprodução/Facebook

Goiânia – Circula em grupos de troca de mensagens um áudio do prefeito da Iporá (GO), Naçoitan Leite (sem partido), em que ele assume a autoria do ataque a tiros contra a ex-companheira e o atual namorado dela. Naçoitan diz que perdeu a cabeça.

No áudio, o prefeito diz ainda que o crime foi motivado pelas ameaças que sofreu do homem e dá a entender que a ex-mulher e o atual namorado já estavam se relacionando antes do término do relacionamento com ele. Naçoitan e a mulher ficaram juntos por 15 anos e estavam separados há dois meses.

Ouça o áudio:

“O negócio é o seguinte, o cara já estava relacionando com a minha ex-mulher, o motivo da separação foi isso, nunca falei isso para ninguém, mas o motivo foi esse, entendeu? Aí o cara começou a fazer umas ameacinhas para mim, entendeu? E aí você sabe que a gente não gosta de ameaça, mas eu perdi a cabeça, entendeu? E fiz isso lá. Não deveria ter feito, né? Mas fiz, está feito, não tem jeito de voltar atrás, mas desde já muito obrigado aí pelo apoio”, diz o político no áudio.

Ataque a tiros

No último sábado (18/11), Naçoitan invadiu a casa da ex-mulher com uma caminhonete e efetuou pelo menos 15 tiros contra a mulher e o atual namorado. Para escapar, o casal se escondeu atrás de uma parede e não se feriu. Uma porta de vidro da residência ficou completamente destruída.

Após o crime, Naçoitan se dirigiu até um hotel na cidade, onde estava morando, desde a separação. Imagens de câmeras de segurança mostram o prefeito colocando as armas de fogo sobre o balcão de atendimento do local.

De acordo com a perícia, foram encontrados projéteis de calibres diferentes no local, o que indica o uso de mais de uma arma.

A Prefeitura de Iporá disse que não vai comentar sobre o assunto. Vereadores da cidade registraram um pedido de impeachment contra o prefeito.

O prefeito que já teve a prisão decretada pela Justiça, segue foragido.

Em nota, a defesa de Naçoitan negou a tentativa de feminicídio, pois “a relação conjugal já tinha se encerrado e não havia nenhum interesse de ambas as partes na reconciliação”. O advogado Francisco Damião da Silva também disse que nunca houve qualquer intenção “de atingir a integridade física de quem quer que seja”.

Nenhum comentário




Latest Articles