Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

Ads Place


Veja quem são as vítimas do acidente entre ônibus e trem na Estrutural


O acidente entre um trem de carga e um ônibus partiu Júlia de Albuquerque Violato, 37 anos, ao meio. Imagens que circulam pelas redes sociais mostram que o corpo da mulher ficou dilacerado após a colisão.

Além da morte de Júlia, a tragédia levou cinco pessoas a serem transportadas a hospitais do DF. Entre elas está Pedro Domiense Campos, 42, motorista do ônibus. Ele estava em estado de choque e com crise nervosa, mas não apresentava ferimentos. O condutor do trem não precisou de atendimento médico.

Veja quem são as outras vítimas:
  • Nildete Antunes Vitor, 58. Estava consciente e orientada, apresentando corte profundo do lado direito da cabeça e fraturas no braço esquerdo e na clavícula direita. Foi transportada para o Hospital de Base de Brasília por uma aeronave do CBMDF.
  • Júlio Botelho Fernandes, 28. Estava inconsciente e instável. Foi transportado para o Hospital de Base de Brasília com traumatismo cranioencefálico grave.
  • Janderson Rodrigues da Costa, 47. Foi transportado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital de Base de Brasília consciente e orientado, apresentando escoriações na face e nos braços.
  • Uma jovem de 19 anos foi transportada pelo Samu para o Hospital Regional da Ceilândia sem raumas físicos, apenas com crise nervosa.
Sobre o acidente

A colisão aconteceu próximo ao Balão do Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), que faz ligação com a Cidade do Automóvel.

Testemunhas que presenciaram o acidente afirmam que o trem bateu na traseira do ônibus e Júlia de Albuquerque foi jogada para fora e acabou atingida pelo trem.

Imagens gravadas por testemunhas mostram o exato momento da tragédia.

Veja vídeo:
O que diz a empresa

A empresa responsável pelo ônibus envolvido no acidente, a viação Marechal, lamentou o ocorrido. “Lamentamos profundamente o acidente ocorrido nesta sexta-feira (17) envolvendo um ônibus da nossa empresa e um trem. Nossos assistentes sociais e psicólogos estão comprometidos em acompanhar de perto o caso, assegurando toda a assistência necessária às vítimas e aos seus familiares.”

“Informamos que colaboraremos integralmente com as investigações em andamento e aguardaremos o resultado da perícia para esclarecer os detalhes desse trágico incidente. Estamos dedicados a prestar total transparência e apoio neste momento difícil”, completa a nota da empresa.

Já a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informou, por meio de nota, que já acionou a concessionária para que sejam apuradas as responsabilidades do acidente, que terá até 30 dias para apresentar o laudo à agência, apontando as causas do ocorrido.

A 3ª Delegacia de Polícia (Cruzeiro) investiga o caso.

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

Vinícius Schmidt/Metrópoles

José Machado Parente, 72 anos, presenciou o momento do acidente. Segundo ele, o sinal para a passagem de veículos fechou, pois o trem iria atravessar em breve. Porém, o ônibus já estaria no meio do caminho e não teria como escapar.

“O sinal fechou e o trem começou a dar sinal que vinha. Mas já estava travado e o ônibus não pôde fazer nada. Não foi [erro] do motorista do ônibus, foi o sinal que fechou para ele, e ele não teve passagem. Foi um erro de sinalização”, disse.

Outras testemunhas que presenciaram o acidente afirmam que o trem bateu na traseira do ônibus e uma passageira foi jogada para fora e atingida pelo trem. Ela é o único óbito confirmado até agora.
O que diz a empresa

A empresa responsável pelo ônibus envolvido no acidente, a viação Marechal, lamentou o ocorrido. “Lamentamos profundamente o acidente ocorrido nesta sexta-feira (17) envolvendo um ônibus da nossa empresa e um trem. Nossos assistentes sociais e psicólogos estão comprometidos em acompanhar de perto o caso, assegurando toda a assistência necessária às vítimas e seus familiares.”

“Informamos que colaboraremos integralmente com as investigações em andamento e aguardaremos o resultado da perícia para esclarecer os detalhes desse trágico incidente. Estamos dedicados a prestar total transparência e apoio neste momento difícil”, completa a nota da empresa.

Atenção Imagens fortes








Nenhum comentário




Latest Articles