Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


ABANDONO - A espera dos donos!


Em esquina em frente a uma escola, situada à CL 303, a empresária do ramo de Lingerie Ivanita Amorim, encontrou uma cadela, supostamente da raça Dackel, popularmente conhecido por “Cofap”. De acordo com a empresária, a cadela, muito meiga e brincalhona, chamou atenção de seus familiares porque ia sendo atropelada na Avenida Santa Maria em frente à escola RECANTO DO CÉU. Estava aparentemente cansada, estava suja de poeira com chicletes colados no pelo, sedenta e faminta. A cadela muito bonita e aparentando não ser abandonado, pois, apesar da suja, estava com coleira, bem como pelas atitudes provocadas, conquistou naquele momento a simpatia da família ao ponto de a levarem para a casa.
Preocupados com a provável falta que os “donos” podem estar sentindo do animal, Ivanita resolveu sair à busca dos supostos donos, espalhando cartazes, bem como divulgando na mídia local. “Entendo que alguém deve estar sentindo falta dela, pois um cachorro dessa natureza, não tem feições de “animal de rua”. Perguntei para alguns vizinhos se tinham pista do dono e nada. Provavelmente não é da redondeza”, disse.
Nos poucos dias que o animal está “hospedado” em sua casa, Lili (carinhosamente chamada) já conquistou o coração de todos. É claro com certa resistência do seu esposo, ex-bancário e ex-administrador do Gama, o hoje Auditor Fiscal da Receita do Ceará Júlio César Amorim, porém, “isso é questão de tempo”, afirma.
Para Lucas Amorim (07), sobrinho do casal, se depender dele o animal já ganhou um novo lar. “Caso a família da Lili não seja encontrada, quero que ela fique aqui para sempre”, disse. Já Amanda Amorim (07), diz que deseja que ela seja muito feliz ao lado dos donos, porém, caso estes não sejam encontrados, “ela já encontrou um novo lar”. Ivanita vai mais além, ela já considera a cadela um membro da família e a todo o momento a chama de “filha da mamãe”.
O animal foi encontrado na terça-feira, dia 28 e aparenta ter em média um ano e meio.
A Lili é muito carente de carinho e atenção e chega a grudar em nossa perna pra não sairmos de perto e ficar fazendo carinho nela. 
Outro fato que chama a atenção, segundo Ivanita, “é que o cachorro da família de aproximadamente dez anos, não teve ciúmes algum e os dois se dão super bem”, disse.
Para entrar em contato, a família pede que os donos do animal entrem em contato pelos telefones 8426-1489 ou 8274-8845, porém deixou bem claro que antes de entregar o bichinho de estimação, a pessoa deverá responder algumas perguntas bem pessoais com relação ao animal. “Somente após a confirmação real de que encontramos os verdadeiros donos, entregaremos a Lili”, completou.

Nenhum comentário




Latest Articles