Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


GDF revisa rombo financeiro e apresenta novo deficit de R$ 6,5 bilhões

Estimado inicialmente em R$ 4 bilhões, o deficit do GDF é ainda maior. Governo divulgou os novos números ao apresentar demonstrativo do fechamento das contas de 2014


O Governo do Distrito Federal (GDF) apresentou, na manhã desta sexta-feira (30/1), demonstrativo do fechamento das contas de 2014 com indicativo de deficit próximo a R$ 6,5 bilhões. A estimativa inicial era de que as contas estivessem em cerca de R$ 4 bilhões negativos, mas o montante foi atualizado pela equipe econômica do Palácio do Buriti. O montante se refere a cerca de R$ 3 bilhões em compromissos atrasados da folha de pagamento de dezembro nas áreas de saúde, educação e segurança pública; e outros R$ 3,5 bilhões para conseguir cumprir os reajustes concedidos pelo governo passado para 37 categorias.

O fechamento contábil também aponta para um deficit de R$ 15,2 milhões na disponibilidade de caixa líquida dos cofres públicos. Em recursos vinculados, ou seja, carimbados para destinações específicas, o governo possui R$ 526 milhões. Nos recursos do tesouro sem vinculação, que podem ser gastos livremente, no entanto, há um deficit de R$ 541,4 milhões.

De acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal, o chefe do Executivo, nos últimos dois quadrimestres do mandato, não pode contrair obrigação de despesa que não possa ser cumprida integralmente dentro do período, ou que tenha parcelas a serem pagas no exercício seguinte sem disponibilidade de caixa para este efeito. A equipe também estima restos a pagar de cerca de R$ 700 milhões, o que pode levar o rombo próximo aos R$ 7 bilhões. 

O GDF também divulgou um balanço da ocupação dos cargos em comissão. Em dezembro do ano passado, eram 18,3 mil cargos ocupados, sendo 10,4 mil ocupados por servidores e 7,8 mil por funcionários sem vínculo com a administração pública. Em janeiro, os números chegaram, respectivamente, a 9,9 mil e 1,4 mil, num total de 11,3 mil cargos ocupados. A redução total é de 37,9%. Segundo o GDF, o custou com essas despesas caíram de R$ 46,3 milhões para R$ 24,8 milhões.

Fonte: Correio Braziliense

Nenhum comentário




Latest Articles