Preso por atropelar agente em blitz paga fiança, mas não é solto no DF

Homem só será liberado após pagar parcelas atrasadas de pensão. Embriagado, ele tentou evitar abordagem; vítima está em estado grave.


Preso por atropelar um agente do DER durante uma blitz enquanto dirigia embriagado no Distrito Federal no domingo (24), um motorista de 36 anos chegou a pagar fiança de R$ 3 mil, mas não foi solto. O homem deve pensão alimentícia e só pode ser liberado após pagar as parcelas atrasadas. O processo corre em outro estado, e a polícia não divulgou detalhes a respeito.

O acidente aconteceu na EPNB por volta das 5h30. Segundo o DER, o homem estava bêbado, tentou fugir da barreira do órgão e atropelou um dos agentes, que, com o impacto, caiu em cima de outra. O motorista chegou a se evadir do local, mas foi parado por colegas das vítimas e preso.

O agente que foi atropelado está internado em estado grave no Hospital Santa Lúcia. A vítima teve fraturas no rosto, no braço e nas costelas. Ele passou por uma cirurgia nesta segunda.

Com o impacto, o homem foi arremessado na direção da agente Cristiane Albernaz. "Está bem dolorido o braço, o ombro. A perna foi onde eu recebi o impacto mais forte, onde está roxo, está inchado. Fica uma questão de impunidade, porque passa para o cidadão uma questão assim: 'por que eu vou parar em uma blitz? Melhor eu passar por cima de tudo e ir embora'."

Exames feitos pelo homem apontaram concentração de de álcool de 0,74 miligrama no sangue – é considerado crime de embriaguez ao volante um índice igual ou superior a 0,33 miligrama de álcool por litro de ar expelido. O suspeito foi então conduzido para a 1ª DP, na Asa Sul, e autuado por tentativa de homicídio e embriaguez ao volante.


Fonte - G1/DF
Leia matéria completa em www.agenciasatelite.com.br

Postar um comentário

0 Comentários