DF reintegra 188 agentes de custódia à Polícia Civil até esta quarta

Servidores faziam guarda e segurança de presos e condenados. Medida segue lei; governo prevê concurso para agentes penitenciários.

A Subsecretaria do Sistema Penitenciário encaminhou 188 agentes de custódia – responsáveis pela guarda e segurança de presos e condenados – à Polícia Civil do Distrito Federal. Os agentes prestaram concurso público para o sistema penitenciário, mas pertencem à carreira da corporação e, de acordo com a Lei 13.064, de dezembro de 2014, precisam ser integrados à entidade para desempenho da atividade policial.


Na manhã desta segunda-feira (29), o subsecretário João Carlos Couto Lóssio Filho entregou os ofícios de apresentação aos servidores que serão incorporados. Dois grupos com 60 agentes se apresentarão até esta terça. Outro, de 68, na quarta. Em janeiro, 334 agentes na custódia retornaram à corporação.

Na semana passada, o secretário da Segurança Pública e da Paz Social, Arthur Trindade, encontrou-se com representantes dos policiais e estabeleceu o cronograma de apresentação dividido em três dias, com desfecho em 1º de julho. Lóssio afirma que, mesmo com a ida dos agentes, nenhuma atividade dentro das penitenciárias será interrompida.


“A Polícia Civil vai assumir temporariamente a escolta para transporte de presos, escolta hospitalar e parte da escolta judicial”, diz o subsecretário.

Até o fim do ano, a subsecretaria espera suprir os postos deixados com a convocação de 200 agentes penitenciários. O concurso público já está em andamento e destina ainda 900 vagas para cadastro de reserva.


Fonte G1/DF

Postar um comentário

0 Comentários