Irmã do distrital Cristiano Araújo é presa por desacato


Julieta Rebeca Nogueira Araújo, irmã do deputado distrital Cristiano Araújo (PTB), foi presa por desacato, desobediência e embriaguez ao volante após bater o carro, no domingo à noite. A analista bancária, de 28 anos, foi conduzida algemada para a Central de Flagrantes na 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul), onde foi autuada. De lá, seguiu para a Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM), na Asa Sul. Na segunda-feira pela manhã, foi liberada pela Justiça e responderá ao processo em liberdade. A carteira de habilitação de Julieta não foi apreendida.

A jovem perdeu o controle do Honda Civic quando passava pela QI 09 do Lago Sul e atingiu um poste de iluminação pública. Viaturas do 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM) e do Batalhão de Polícia Militar Rodoviária (BPRV) foram para o local do acidente. De acordo com os militares, Julieta se negou a entregar os documentos – nem mesmo a CNH foi apresentada – e tinha sinais de embriaguez como "hálito etílico e fala desconexa".

Julieta se exaltou, xingou e empurrou um dos soldados. Ela ainda resistiu ao ser algemada e levada para a viatura. A bancária também se recusou a fazer o teste do bafômetro e foi encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML), onde foi constatada a embriaguez por meio de exame clínico.

Em 2008, o irmão político se envolveu em encrenca semelhante quando dirigiu na contramão uma Hilux, com sinais de embriaguez. Na ocasião, teve melhor sorte: a ocorrência foi engavetada. Procurado, o distrital Cristiano Araújo não quis se pronunciar.

Assista o vídeo abaixo:


 


Informações e imagens Carlos Carone ( goo.gl/9MaBw7 )





Postar um comentário

0 Comentários