Dono morre durante passeio com cão no DF, e bicho monta 'vigília' no local

Incidente aconteceu na quadra poliesportiva de escola de Ceilândia. Policiais usaram pão com carne para afastar animal e retirar corpo.

Labrador em 'vigília' no local onde dono morreu durante passeio no DF (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

A lealdade de um cachorro emocionou policiais militares em Brasília: depois de dono passar mal e morrer enquanto eles passeavam, o animal montou uma espécie de vigília no local. Os PMs precisaram oferecer pão com carne ao bicho para que ele se afastasse um pouco e o corpo pudesse ser retirado pela equipe do Instituto Médico Legal. No dia seguinte, o cão permanecia no mesmo lugar.

O incidente aconteceu na sexta-feira (18), na quadra poliesportiva do Centro de Ensino Médio 2 de Ceilândia. De acordo com o capitão Márcio Soares Bezerra, o cão não queria sair de perto do corpo do dono de forma alguma. 

Cão se deita ao lado do corpo do dono, que morreu
durante passeio (Foto: Polícia Militar/Divulgação)
“O cachorro ficou ao lado dele, um labrador preto. Esse cachorro não deixava ninguém chegar perto, como se protegesse ele. Deu um pouco de trabalho para a gente”, lembra.

Soares conta ainda que o bicho não se deixou ser capturado e que, como nenhum parente do dono apareceu, acabou ficando na rua. No dia seguinte, a equipe voltou ao local e encontrou o cachorro deitado onde antes estava o corpo do dono.

“A gente ficou preocupado com o cachorro e voltou. Mas era ir perto dele que ele rosnava”, afirma. "Todo mundo que aparecia ele levantava a cara, como se olhando se era o dono. Aí não era, ele deitava.”

O animal só deixou a quadra depois que uma pessoa, que se disse parente do dono, apareceu e o chamou. A PM não soube informar a identidade do homem morto, que estava sem documento quando passou mal. A Polícia Civil, que tem os servidores em greve, afirmou ao G1 não ter encontrado informações a respeito do caso.

O capitão disse ter se sensibilizado com a postura do cachorro. "Comoveu muito. Eu tinha cachorro, e a gente sabe da fidelidade do cachorro. Ele foi muito fiel ao dono. Ficou lá protegendo ele. Para quem gosta de animal, foi comovente."

Labrador em 'vigília' no local onde dono morreu durante passeio no DF (Foto: Polícia Militar/Divulgação)



Fonte - G1/DF

Postar um comentário

0 Comentários