Paciente que estava internado após ser baleado durante troca de tiros com a PM foi executado dentro da unidade médica

O indivíduo foi morto com vários disparos dentro do hospital
O indivíduo foi morto com vários disparos dentro do hospital
Na noite desta última segunda-feira (30) um homem de 29 anos que estava internado em uma das enfermarias do Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia (HUAPA) foi executado na unidade de saúde. De acordo com a Polícia Militar, o paciente identificado como Diego Castilho de Abreu Souza estava no hospital após ter sido baleado no tórax durante uma troca de tiros com um policial militar no bairro Independência em Aparecida de Goiânia na noite da última quinta-feira (26). Na ocasião ele juntamente com um comparsa teriam tentado assaltar o policial quando foi surpreendido pelo militar que reagiu e atirou contra os criminosos. Seu comparsa acabou sendo preso por uma equipe da Polícia Militar e Diego foi encaminhado ao HUAPA onde estava internado sob custódia da PM. Já durante a noite desta última segunda-feira, dois homens encapuzados teriam pulado o muro dos fundos do hospital e renderam o policial que fazia a escolta do paciente. No momento uma técnica de enfermagem ministrava uma medicação e os assassinos mandaram que ela saísse do quarto. Em seguida eles dispararam várias vezes contra o indivíduo que não resistiu aos ferimentos e morreu no local do crime. Seu corpo foi recolhido e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). O caso é investigado pelo Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) de Aparecida de Goiânia que já estão com as imagens do circuito interno de segurança do hospital e trabalha na tentativa de identificar os autores do homicídio.


Fonte - Plantão Policial

Postar um comentário

0 Comentários