Folião morre e outro fica ferido após tiros em festa de pré-Carnaval no DF

Homens participavam de festa no bloco 'Encosta que cresce', na Funarte. Havia cerca de 6 mil pessoas no local; ninguém foi preso suspeito do crime.

Raquel MoraisDo G1 DF
FACEBOOK

Policiais militares e bombeiros próximos ao corpo de homem morto a tiros em festa de pré-Carnaval em Brasília (Foto: Corpo de Bombeiros DF/Divulgação)

Um folião morreu e outro ficou ferido após serem baleados na noite deste sábado (30) durante festa de pré-Carnaval no centro de Brasília. Os homens participavam das celebrações do bloco “Encosta que cresce”, entre o estacionamento da Funarte e a Torre de TV. A Polícia Civil informou que ninguém havia sido preso até as 11h30 suspeito de dar os tiros. Não há informações sobre o que motivou os disparos e se os atingidos se conheciam. A Secretaria de Segurança Pública divulgou nota lamentando a situação (veja íntegra abaixo).

O crime aconteceu por volta de 19h45. A estimativa era de que houvesse cerca de 6 mil pessoas no local. O homem que morreu tinha 29 anos e foi atingido no tórax. Ele tinha antecedentes criminais por furto e lesão corporal. Vídeo que circula em redes sociais mostra outros foliões tentando socorrê-lo, sem sucesso.

Atingida no braço e nas nádegas, a outra vítima tem 19 anos e foi transportada para o Hospital de Base. Não há informações sobre o atual estado de saúde dela. Durante o evento, um militar que patrulhava a região determinou o desligamento do som. O Corpo de Bombeiros foi acionado para prestar atendimento.

Outras ocorrências
Um homem foi preso no Cruzeiro suspeito de esfaquear outro folião em uma quadra próxima à da festa da Aruc. A Polícia Militar o encontrou na casa dele e disse que ele tinha sinais de embriaguez. A agremiação informou que o crime não tem relação com a celebração, que ocorreu três horas após a festa acabar.

No final de semana passado, foliões brigaram no bloco “Suvado da Asa”. O desfile também ocorreu entre a Torre de TV e a Funarte. Nas imagens que circulam em redes sociais, dois homens trocam socos e chutes. Um deles, ao cair no chão, é pisoteado várias vezes no rosto. Mesmo com o rival inconsciente, um dos envolvidos continua a agredi-lo. O caso não foi registrado na polícia.

Nota da Secretaria de Segurança Pública
A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Paz Social (SSP/DF) lamenta a morte de Wesley Sandrikis Gonçalves, que tinha 29 anos, morava em Samambaia e fazia o curso de educação física na Faculdade Anhanguera, e informa que o aumento de efetivo das polícias nas prévias tem sido uma marca expressiva do Carnaval de Brasília em 2016, sobretudo nos eventos do Plano Piloto pelo volume e densidade dos mesmos. O propósito é o de garantir a segurança, a alegria e a tranquilidade das folias e das manifestações multiculturais do Carnaval de Rua de Brasília.

O Comandante-Geral da PMDF e a Secretária de Estado da SSP/DF têm acompanhado presencialmente o circuito das prévias do Carnaval de Rua dos blocos licenciados pelas Administrações Regionais.


Fonte G1/Distrito Federal

Postar um comentário

0 Comentários