Exclusivo, Marconi Perillo: ligações perigosas revelam o financiamento eleitoral com dinheiro do jogo do bicho.

Coluna do Mino

As palavras do contraventor Carlos Augusto Ramos, vulgo Carlinhos Cachoeira, podem levar o mais alto escalão do governo de Goiás à bancarrota.O áudio comprometedor mostra como o bicheiro Carlinhos Cachoeira cobra a fatura do governo do tucano Marconi Perillo.

Os bicheiros de Goiás financiam campanhas de políticos que com mandato são comandados pela facção criminosa. Foi no Detran de Goiás, autarquia subordinada a Marconi Perillo, que a Polícia Federal flagrou em escuta telefônica autorizada pela Justiça um diálogo que se estivéssemos em um país sério, o Ministério Público de Goiás, não só cassava o mandato do governador Marconi Perillo como também o guardaria atrás das grades.


Cachoeira cobra do Diretor Geral do Dentran-GO, Edivaldo Cardoso, verbas publicitárias que possam privilegiar suas empresas de comunicação. O diálogo seria normal se não tivesse o nome do governador Marconi Perillo citado por Cachoeira, que deixa claro ser o principal financiador da campanha do tucano.

Carlinhos questiona a lealdade de Perillo, que esta abastecendo também empresas que durante a campanha fizeram oposição ao Palácio das Esmeraldas. Durante a operação Monte Carlo da Polícia Federal, que culminou com a prisão do bicheiro, veio a tona um dos maiores escândalos envolvendo a maior prestadora de serviço e empreiteira no governo federal, a Delta Engenharia, de propriedade de Fernando Cavendish, que também flagrado em gravação, disse que: “para pegar obras de governo, o preço de um senador é de R$ 30 milhões e políticos comuns, R$ 5 milhões de reais”. 


O bicheiro Carlinhos Cachoeira deixa claro ser o dono de Marconi e coloca as bancas do jogo do bicho como principal financiadora de políticos e principalmente o mandato de Marconi Perillo:

“- Tenho que ser privilegiado, pois fomos nós quem colocou Marconi Perillo no governo.” Disse Carlinhos, reivindicando a maior parte do bolo que é distribuído para a imprensa omitir as mazelas do governo. Cachoeira revela também que só a autarquia Detran-GO investe mais de R$ 2 milhões de reais por mês em pixuleco para calar a boca da mídia do Estado de Goiás .

O caso parece ser reincidente, pois na operação Monte Carlo da Polícia Federal,o bicheiro foi flagrado em escuta telefônica autorizada pela Justiça determinando que seus comparsas entregasse no Palácio das Esmeraldas dinheiro para o governador Marconi Perillo.

Como diz o ditado, pau que nasce torto, permanece torto.


Fonte - QuidNovi

Postar um comentário

0 Comentários