AÇÃO SOCIAL E RESGATE – Assim é definida a base da ADEV – Ministério Ebenezer


Os quase 20 anos da Igreja Assembleia de Deus Ebenezer de Valparaiso constituem um marco não só de religiosidade aos membros da congregação, mas, também para papel social desenvolvido pela instituição que beneficia também a comunidade, principalmente, dos bairros Esplanada e Ypiranga que juntas somam aproximadamente três mil famílias, muitas dessas, em vulnerabilidade social e cidadãos que precisam de ajuda em qualquer área, independentemente da religião, sejam elas, necessidade espiritual ou até mesmo material. Ações sociais pontuais, que ocorrem junto a famílias mais simples, passando por distribuição de cestas básicas e gêneros de primeira necessidade, chegando até programas de reabilitação, aonde equipes que já adentraram em presídios e atuam em casas de reabilitação para evangelizar internos, bem como distribuição de alimentos nas ruas. A Igreja tem muito que comemorar nos seus vinte anos de atuação na cidade de Valparaiso de Goiás.

“Nós não fazemos solidariedade por fazer. Somos focados na missão de levar a palavra de Deus e acreditamos que o voluntariado é uma das maneiras disso acontecer. O movimento assistencial é a forma prática do que pregamos”, define o Pastor presidente Ivan Sousa Rocha.

A Igreja possui valores distintos. Acredita somente em um Deus, existente em três pessoas (Pai, Filho e Espírito Santo), inspira-se na Bíblia Sagrada e na concepção virginal de Jesus Cristo até sua ressurreição entre os mortos, além da sua ida vitoriosa aos céus.

Está localizada no Bairro Esplanada II, Rua 11, Quadra 44, Lotes 39/40, em Valparaiso de Goiás e possui centenas membros. “Se somados os simpatizantes e pessoas sensíveis à bandeira levantada pela Igreja em prol das ações sociais que desenvolvemos, bem como, pelo trabalho de evangelização, esse número se torna infinito”, explicou o Pr. Ivan.

Estima-se que de alguma forma centenas dos membros estejam ligados às ações sociais da Igreja. “As ofertas e dízimos voluntários são destinados para fazer o bem e para a manutenção do templo, que muitas vezes necessita de adequação na estrutura física para dar mais conforto e comodidade aos inúmeros membros que participam dos cultos e demais atividades desenvolvidas quase que diariamente”, explicou o Pastor. 

Existem ocasiões que pessoas sem condições de ajudar financeiramente na qualidade de ofertante ou dizimista, destinam mão de obra em atividades sociais, como pintura, pedreiro, eletricistas, vidraceiros e outras atividades, garante Ivan. Ainda existem moradores que abrem as portas de suas casas para sediar os encontros semanais. São os chamados pontos de pregação. Também há quem visite moradias, identifique as situações de vulnerabilidade, realizam encontros e ainda prestam assistência imediata.

É o caso do Projeto Paz no Lar, aonde equipes realizam visitas domiciliares. Esse projeto é coordenado pelo Evangelista Phelipe Junior Rodrigues dos Santos . Esse trabalho é um dos braços da Igreja com o objetivo de levar evangelização aos moradores que muitas vezes não podem se deslocar até a Igreja. No projeto tem ainda o grupo responsável pela distribuição de alimentos (cestas básicas e outros gêneros), que é responsável por identificar a família em vulnerabilidade social e em seguida atuar na captação de alimentos e outros gêneros de primeira necessidade. A campanha é realizada por sete semanas. “Temos uma equipe forte e atuante, voltada a atender as necessidades dos nossos irmãos em Cristo e prestar-lhes toda assistência dentro da nossa capacidade de atendimento. É certo que não ficamos somente na ajuda material, procuramos evangelizar e mostrar na Palavra a atribuição de cada um, ou seja, saciamos a fome e ensinamos os nossos irmãos a pescar para que assim, esse possa trilhar o seu caminho e mais tarde, quem sabe, retribuir para outros necessitados a ajuda recebida, por isso da duração do projeto por sete semanas”, enfocou Ivan.

Recentemente a Igreja implantou o Projeto de Capelanias, com a formação de treze pessoas que prestarão atendimento em casas de recuperação e visitas em presídios. “Se dependentes químicos ou detentos já enfrentam uma vida carregada de preconceito e humilhação por não conseguir abandonar o vício por conta própria, existem centros que prestam apoio a esses seres humanos. Todavia, esses centros também necessitam de apoio para continuar a obra. É aí que entramos como um reforço ao trabalho prestado por essas instituições. Atualmente, a nossa equipe atende 03 instituições (Gurupi, Ponta Alta e Jardim Ingá), levando evangelização, gêneros de primeira necessidade, alimentos e outras ações necessárias para o funcionamento adequado do local. É certo que não somos responsáveis por todo o funcionamento dos centros e sim um dos elos que sustentam os locais”, enfocou Pastor Ivan Rocha.

Do
sopão até a fé carcerária

Uma vez por mês, uma equipe da Igreja serve sopa para centenas de moradores em vulnerabilidade social, bem como nos hospitais públicos da região. As iniciativas solidárias da ADEV são ligadas não somente à evangelização, mas, principalmente ao resgate do respeito do indivíduo. A Igreja tem o objetivo de estender o Projeto Sopão, conhecido por “Mão Amigas, para pelo menos, uma vez por semana. “Esse é o nosso objetivo, mas, para que isso aconteça estamos firmando parcerias com comerciantes locais, feiras livres e demais segmentos, tendo em vista o custo para manter o projeto que é muito alto”, enfocou. Com relação ao Programa de Capelania o Pastor faz algumas ponderações quanto ao objetivo da ação. “Esse trabalho é muito importante devido à precariedade do sistema carcerário, bem como, por ser um lugar com a necessidade da presença do Espírito Santo de Deus. Apesar de terem cometidos atos censuráveis, o detento não deixa de ser um ser humano e necessitar da presença de Deus em sua vida. Por isso levamos a Palavra até os presídios a fim de confortar os corações dos familiares e aproximar o preso de Deus, mostrando-lhe que a salvação depende do arrependimento e reconciliação com o Senhor Deus. Com isso entendemos que conseguiremos apaziguar os ambientes, tentando evitar rebeliões e outros comportamentos agressivos, bem como, mostrar para aquele ser humano que, quem ali está, tem salvação e que Deus está com ele em todos os momentos do seu sofrimento”, afirmou.

O projeto prevê que, além dos cultos nas penitenciárias, há atendimento individual, aonde o detento aprende valores que vão desde família, comportamento, trabalho, entre outros. “As famílias dos apenados em situação de vulnerabilidade também podem receber apoio da ADEV, basta que essa procure a Igreja”, explicou. Por fim, o Pastor enfocou que a maior conquista da ADEV é a ressocialização dos detentos e ver o sentimento que parte deles, de querer mudar de vida e ao sair do cárcere poder ajudar outras pessoas.

Outras ações mostram envolvimento com a comunidade. A Igreja realiza mensalmente encontros de casais com a coordenação da família, jovens e obreiros. Realiza através do CCOM, sob a liderança do coordenador Pastor Rildo Andrade, seminários com as presenças de pregadores de outras comunidades, encontros, visitas, momentos de oração na Igreja e nos lares, bem como, outras tantas atividades que envolvem toda a comunidade da Igreja quase que diariamente. A implantação de uma igreja somente para crianças que funciona todos os domingos é um dos principais projetos da Igreja. “Entendemos que as crianças têm que ter um momento somente delas enquanto seus pais participam do culto. Criamos um espaço adequado aonde elas são evangelizadas por pessoas com experiência em lidar com crianças. Nesse local elas brincam, cantam, desenham e Oram a Deus da forma delas. É um espaço bem interessante”, disse o Pastor. Ele explica que o trabalho de evangelização não tem fim, é um compromisso quase que diário e que necessita de várias pessoas e recursos envolvidos. “Tem dias que olho para o céu e digo: - Meu Deus como vamos conseguir recursos para desenvolver tal ação? Daí vem a resposta quase que imediata e a ação é desenvolvida pela honra e glória do Senhor”.


Quem quiser conhecer os trabalhos da Assembleia de Deus Ebenezer do Valparaiso, basta fazer uma visita na sede da Igreja localizada no Bairro Esplanada II, Rua 11, Quadra 44, Lotes 39/40, em Valparaiso de Goiás. Também participar dos cultos as terças, sextas e domingo, sempre a partir das 19hs. 


Fonte - Agencia Satélite

Postar um comentário

0 Comentários