Nota de Repúdio - IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA DA REDENÇÃO

Imagem relacionada

Depois das declarações do Delegado da Polícia Civil do Distrito Federal, Miguel Lucena em relação da aparição do Bispo da Igreja Católica Brasileira, Dom Valdiley Abadia da Silva na posse de Ibaneis Rocha (MDB), aonde proferiu comentários recebidos como "discriminatórios, desrespeitos, caluniosos e com cunho de preconceito religioso”, a Igreja Católica Apostólica da Redenção emitiu nota de repúdio às declarações do servidor.

De acordo com a nota, nota publicada pelo Facebook do delegado da PCDF, em que expõe, segundo ele, "outro lado de Valdiley. Diz a nota "Falso bispo Abraça Governador Ibaneis. Essa pessoa é um conhecido cabo eleitoral de um empresário que já se candidatou três vezes pelo PTB. A segurança e a inteligência precisam ficar de olho.” 

Numa segunda postagem, o delegado ataca o sacerdote afirmando: "Cabo eleitoral profissional Valdiley se paramenta de Bispo da igreja da Redenção e possa com Governador Ibaneis Rocha na solenidade de posse do dia 10”.

Inconformados com as declarações do delegado, membros da Igreja repudiaram a ação publicamente e pedem que Miguel Lucena se retrate das declarações proferidas contra o sacerdote.

Confira a integra da Nota de Repúdio:
Em nome da ICAR/IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA DA REDENÇÃO, Arquidiocese de Brasília e Goiás, saudamos mui respeitosamente as autoridades, Civis Militares e Eclesiásticas, Saudamos O Povo de Deus do Distrito Federal.

Tomamos Conhecimento pelas redes Sociais, e pelo site Metrópole, onde o Delegado do Distrito Federal Miguel Lucena Discrimina desrespeitosamente com Calunias e Preconceito Religioso contra o Bispo Dom Valdiley Abadia da Silva, Membro do Colégio Episcopal Redencionista da Igreja Nacional, não Subordinada a Sé Romana.


Nota Publicada pelo Facebook do Dr. Delegado de Polícia Civil do Distrito Federal, Sr. Miguel Lustosa Filho “Falso bispo Abraça Governador Ibaneis. Essa pessoa é um conhecido cabo eleitoral de um empresário que já se candidatou três vezes pelo PTB. A segurança e a inteligência precisam ficar de olho”. Segunda postagem, Não satisfeito em atacar um sacerdote Homem de Deus, continua suas mentiras e falta de caráter em querer prejudicar escandalosamente um Bispo Legitimamente Sagrado. “Cabo eleitoral profissional Valdiley se paramenta de Bispo da igreja da Redenção e possa com Governador Ibaneis Rocha na solenidade de posse do dia 10”.

Queremos lembrar a Vossa Senhoria Sr. Delegado Miguel Lucena, que na condição de Autoridade Policial, o senhor deveria ter feito o dever de casa ao ficar denegrindo nas redes sociais, uma autoridade Eclesiástica genuinamente com sucessão Apostólica Legitima e emanada do Papa Paulo I. Nosso Senhor Deus e Salvador Jesus Cristo, Fundou a 1ª Igreja Cristã Católica no Cenáculo de Jerusalém-Palestina, hoje Israel, exatamente no dia 23 do mês de abril do ano 33 DC., sendo o Apóstolo São Tiago de Jerusalém, hoje Patriarcado Ortodoxo de Jerusalém, Basílica do Santo Sepulcro. Depois de Jerusalém, a Igreja Católica Siríaca-Ortodoxa de Antioquia é a mais antiga. (Conforme Atos dos Apóstolos 11: 26-76 no ano 68 D. C., Santo Inácio de Antioquia 3º Patriarca da Igreja de Antioquia e 3º Sucessor da Cátedra Petrina de Antioquia da Síria, deu a Igreja Cristã Universal, pela Primeira vez o nome, a qualificação de “Católica”, tanto que não encontraram dificuldades em usar a palavra Católica no Credo Niceno constantinopolitano “UMA, SANTA, CATÓLICA E APOSTOLICA”, isto é universal, sem fronteiras, aberta a todos os povos, raças, nações e cultura. Porque o título ou nomenclatura CATÓLICA já era conhecido na época, graças ao Santo Inácio de Antioquia, o Téoforo e Mártir. Depois de governar por vários anos a Igreja Católica de Antioquia, é que São Pedro fundou a Igreja de Roma. Fica patente que a Igreja de Romana não é proprietária dos Termos: CATÓLICA, PATRIARCAS, ARCEBISPOS, BISPOS. Quem poderia se arrogar de proprietária de tais termos seriam, a Igreja Ortodoxa Copta de Alexandria, de Antioquia, e Constantinopla. Nós o convidamos a depor usar armas ideológicas pelo verdadeiro Ecumenismo.

É perda de tempo de vossa senhoria senhor Delegado Miguel Lucena, perseguir Igrejas e comunidades minoritárias e pobres, num pais de desigualdades sociais e pobres, num pais de dimensões continentais como o Brasil.

Enquanto o Nobre Delegado, perde seu tempo discriminando caluniando e difamando tentando desmoralizar um pai de família honrado trabalhador e homem de Deus nossas pobres comunidades, do Distrito federal precisa da sua atuação enquanto Delegado de Polícia.

Não adianta o senhor lançar seu veneno e sua falta de informação, contra a poderosa Igreja Católica Apostólica de Cristo no Brasil. O senhor delegado Miguel Lucena, poderia se preocupar, junto com seu poder na conceituada corporação que faz parte, em colocar a Bíblia na mão e ir juntar-se a nós para pregar o Evangelho, para que ele o povo, possa abrir e acompanhar as leituras e Evangelhos Dominicais.

Nosso povo nossas jovens estão na maioria das vezes envolvidos com entorpecentes e crimes, por não conhecerem os evangelhos e Novo Testamento. Todos têm sede de uma experiência com Deus.

Nós reafirmamos nossa Fé Católica, professando o Credo Niceno constantinopolitano e as Sagradas Escrituras. Santo Inácio de Antioquia, nos ensina, que a unidade da Igreja se realiza na união das comunidades e do Clero em torno do Bispo Diocesano Dom Valdiley Abadia da Silva é Bispo de Brasília e Entorno.

Nada temos contra a Vossa Senhoria senhor Delegado ou contra o Bispo de Roma e Papa da Igreja Romana papa Francisco, Para nós o Bispo de Roma, goza de primazia dentre os demais Bispos. Ele é um Primus inter-povos. O primeiro entre os iguais, conforme a tradição Apostólica do 1º milênio. Veneramos o Papa Copta Sua Santidade Shenouda III da Sé de São Marcos de Alexandria, e nosso Patriarca Dom Emmanuel Milingo.

Não temos mais entre nós homem Santo, como João Paulo II, capaz de pedir perdão aos ortodoxos, Gregos em Atenas e Constantinopla, pelos erros cometidos e julgados na idade média. Nós Acreditamos no Ecumenismo e na unidade da Igreja de Cristo e trabalhamos para isso. Graças a Deus.

Delegado Miguel Lucena Filho, apesar de nossa pobreza em recursos humanos e financeiros, não há entre nós padres PEDOFILOS ou PEDERASTAS.

Aqui em Nossa Igreja, a Disciplina é severa e nossos padres Casados, são respeitosos e pais de Família exemplares. Delegado Miguel Lucena: Calunias difamatórias que incita o Santo Povo de Deus as práticas criminosas e pecadoras são por nossa Igreja Repudiadas. Por esta razão todos os ritos e cerimônias religiosas realizadas por nossa Igreja são lícitos, para os fiéis católicos que Acreditam pela fé nos Atos Sacramentais do Senhor da Igreja NSJC.

Assim sendo, recomendamos vivamente a Vossa Senhoria que não incite o povo de Deus a desordem e ao preconceito religioso. Tomaremos todas as providências Judiciais para que o Senhor e nem qualquer outra pessoa cometa tais crimes contra nossa instituição Religiosa e nem com nossos Bispos e Padres. Receba as Bênçãos Apostólicas da Igreja Católica Apostólica da Redenção. Dado e Passado na nossa Cúria Arquidiocesana de Brasília e Goiás aos dias 09 de Janeiro de 2019.

A nota é assinada pelo Dom Edivaldo dos Santos, Arcebispo Primaz do Brasil da ICAR e Arcebispo de Brasília e Goiás

Confira a matéria publicada no site Metrópoles:

Vestido de bispo, Valdiley Abadia brilha na posse e causa nas redes sociais

GRANDE ANGULAR


Delegado de polícia conhecido pela arma que carrega na boca – a língua afiada –, Miguel Lucena voltou a atacar. Em duas publicações postadas em sua página do Facebook, Lucena criticou os termos da aparição de Valdiley Abadia da Silva na posse de Ibaneis Rocha (MDB).

Na primeira postagem, Lucena chama o homem que posa para foto ao lado do governador de impostor. Diz que, embora ele esteja paramentado como bispo, na verdade é “conhecido cabo eleitoral de um empresário que já se candidatou três vezes pelo PTB”. Lucena está se referindo a Juraci Tesoura de Ouro.

E o delegado advertiu: “A segurança e a inteligência precisam ficar de olho”. O comentário repercutiu no ringue virtual e, poucas horas depois, o post foi excluído. Outra publicação com a mesma foto descrevia: “Cabo eleitoral profissional, Valdiley se paramenta de bispo da Igreja da Redenção e posa com o governador Ibaneis”.

Confira:

Vestido de bispo, Valdiley Abadia brilha na posse e causa nas redes sociais - Primeiro post, apagado após a repercussão 

E o segundo, publicado logo depois 

O homem ao lado de Ibaneis é bispo, só que da Diocese da Igreja Católica Apostólica da Redenção. Ele conta que assumiu o posto em novembro de 2018. No passado mais distante, foi padre da Igreja Católica Apostólica Romana. Mas largou a batina para se casar.

O traje vestido por Valdiley é mesmo parecido com o dos bispos da Igreja comandada pelo papa Francisco. Com uma diferença: a borda da capa usada por Valdiley é rosa, e a dos religiosos que integram a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), preta.

Além da função na Igreja Redenção, Valdiley trabalha para o empresário Juraci Pessoa de Carvalho, dono da rede Tesoura de Ouro. “Muita gente veio mesmo me perguntar o porquê daqueles trajes no dia da posse. É que não sabiam da minha trajetória na Igreja”, disse.

A escolha da indumentária abriu alas para que Valdiley ocupasse a comissão de frente da disputada cerimônia. Afinal, ninguém barra bispo. Santa batina.

Fonte - Metrópoles

Postar um comentário

0 Comentários