CENTRO OLÍMPICO DE SANTA MARIA-DF COMPLETARÁ UM ANO SEM ENERGIA

Esperamos que com a nomeação do novo diretor o problema seja resolvido o mais breve possível.

A imagem pode conter: céu, árvore e atividades ao ar livre
NOMEAR ROGÉRIO PEREIRA DE PAULA para exercer o Cargo de Natureza Especial, Símbolo
CNE-07, de Diretor, da Diretoria do Centro Olímpico e Paralímpico de Santa Maria, da Coordenação
dos Centros Olímpicos, Paralímpicos e Espaços Esportivos, da Subsecretaria dos Centros Olímpicos, Paralímpicos e Espaços Esportivos, da Secretaria Adjunta do Esporte e Lazer, da Secretaria de Estado
de Esporte e Lazer do Distrito Federal.
As aulas noturnas do Centro Olímpico e Paralímpico de Santa Maria estão suspensas há quase um ano. Há nove meses, um transformador da subestação de energia queimou após sofrer uma descarga elétrica, deixando a unidade às escuras quando termina o dia. A piscina, por depender de eletricidade para o tratamento da água, não pode ser utilizada em nenhum período. A parte Administrativa está completamente parada por não ter como ligar os computadores para novas matriculas, por exemplo.

O Centro Olímpico e Paralímpico de Santa Maria custou R$ 5.536.604. No local, são atendidas 3.333 pessoas entre as 21 especialidades esportivas oferecidas.

Resposta da Secretaria de Esportes no ano passado

De acordo com a Secretaria de Esporte, Turismo e Lazer, um novo transformador está em processo de aluguel, e a situação deve ser normalizada em breve. “A manutenção do local acontece regularmente, seguindo o cronograma de prioridades”, esclareceu a pasta.


Fonte - Radar Santa Maria

Postar um comentário

0 Comentários