BOMBA! Eleição para o Conselho Tutelar de Novo Gama sob suspeita de irregularidades


Uma denúncia colocou à prova a seriedade do processo de escolha de Conselheiro Tutelar do Município de Novo Gama, após a publicação da ata de reunião da comissão eleitoral para eleição do Conselho Tutelar. 

Foi observado que na referida ata, constam os nomes dos membros do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, que inclusive, com exceção de apenas dois, todos os outros são funcionários da atual gestão municipal, e que ainda, dentre os membros do conselho eleitoral, existem candidatos ao pleito, ou seja. Como ser candidato em um pleito, em que o candidato também faz parte da Comissão Eleitoral? 

Nesse sentido paira a dúvida; será que o processo de escolha está sendo manipulado desde o início? Será que já está havendo toma lá dá cá? 

Se fizermos uma breve análise: 

O presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Ranieri Gonçalves, que recebe pagamento da Prefeitura, segundo ele, por serviços prestados. 

A senhora Zita Josefa Gustavo de Jesus, segundo a tal ata, é membro da comissão eleitoral. Exerce atualmente o Cargo comissionado de Assistente Social, na Secretaria de Ação Social e ainda, é candidata a uma das vagas de Conselheiro Tutelar, conforme a lista dos candidatos com documentação apta para eleição, segundo consta na relação, em que seu nome aparece na 28ª colocação. 

Outro fato que causa estranheza é o de Maria de Jesus Barbosa Silveira, que aparece na lista de candidatos com documentação apta, em 2º lugar, não há quaisquer comprovações, sejam testemunhais ou documentais de que a candidata tenha atuado na defesa ou trabalhado em alguma instituição de apoio a crianças e adolescentes. O estranho, é que uma declaração apresentada tem a data do ano de 2016, sendo que a instituição só foi fundada em 2017.


Fonte - Madeirada News

Postar um comentário

0 Comentários