'Cafezinho' no serviço público: GDF investe R$ 1,6 milhão na compra de grãos

Aviso de licitação prevê café torrado moído e em grãos para 70 órgãos do governo e Palácio do Buriti por pelo menos 1 ano.

Café espresso — Foto: PGNE/Reprodução

O café coado, espresso ou filtrado que assume importante destaque na refeição matinal dos brasileiros também é valorizado nas horas de maior dedicação e estresse do dia: o expediente trabalho.

Tamanho é o apreço pela bebida que, nesta quarta-feira (24), a Secretaria de Fazendo do Distrito Federal publicou um aviso de licitação com previsão de R$ 1.650.913 para compra de sacas do grão – mais de 193 mil pacotes. Com essa quantidade, é possível servir cerca de 77 milhões de xícaras de café.

O contrato deve incluir café torrado moído e em grãos, que serão distribuídos aos 70 órgãos do complexo administrativo e ao Palácio do Buriti, conforme a demanda de cada setor. Os pacotes deverão ter validade de, no mínimo, 1 ano.

Segundo o governo do DF, a aquisição das sacas do grão tem o objetivo de evitar que os servidores saiam dos seus postos de trabalho para comprar café em lanchonetes. O pedido também é para atender as autoridades que visitam as dependências do Palácio do Buriti.
Propriedade no Lago Oeste, onde é produzido café premiado do DF — Foto: Emater-DF/ Divulgação

A licitação será aberta para apresentação de propostas no dia 5 de agosto, às 10h, pela internet. O edital está disponível aqui.


Fonte - G1/DF

Postar um comentário

0 Comentários