ECONOMIA - Trabalhadores reclamam após terem auxílio de R$ 600 negado


Tag #auxilioemergencialnegado subiu para o terceiro assunto mais comentado nesta segunda-feira (20/04) no Twitter

Trabalhadores informais foram às redes sociais na manhã desta segunda-feira (20/04) para reclamar após terem o pedido do auxílio emergencial de R$ 600 negado pelo governo federal.

Nesta manhã, a tag #auxilioemergencialnegado ficou entre os três assuntos mais comentados no Twitter. Veja as tendências no país às 12h:REPRODUÇÃO
#auxílioemergencialnegado fica entre os assuntos mais comentados no Twitter

De acordo com dados divulgados pela Dataprev, cerca de 30% dos informais que fizeram cadastro no site ou aplicativo não estão habilitados para receber o benefício.

Números divulgados na última quarta-feira (15/04) apontam que 6,6 milhões fizeram o cadastro mas não estão dentro das regras.

Essa cifra, contudo, deve ser maior ainda, pois a Dataprev ainda está analisando os cadastros.

Veja alguma das reclamações que mais ganharam interações na rede social:



O aplicativo foi lançado no início deste mês para facilitar o pagamento de brasileiros que não estavam no Cadastro Único (CadÚnico) do governo federal.

Nem todos, inclusive, que estavam no CadÚnico foram habilitados para receber o benefício de R$ 600. Isso porque é preciso se encaixar em uma série de regras.

Segundo a Dataprev, 70% dos brasileiros inscritos no CadÚnico têm direito ao benefício. A porcentagem equivale a 51,4 milhões de indicados.


Fonte - Metrópoles

Postar um comentário

0 Comentários