APARECIDA DE GOIÂNIA Servidores flagram buraco em cela e são atacados com pedras e facas por presos da CPP

Abertura, segundo informou a DGAP, seria utilizada para fuga dos detentos. Ação terminou com sete reeducandos feridos após reação do Gope

Homem é preso por alugar e vender apartamentos que não eram dele (Foto: Reprodução/Ministério Público)

Servidores da Casa de Prisão Provisória de Aparecida de Goiânia foram atacados com pedras e facas por detentos da unidade prisional. O caso ocorreu na tarde de segunda-feira (11) depois que os agentes flagraram um buraco em uma das celas, abertura que seria utilizada para fuga dos presos. Sete pessoas ficaram feridas.

Conforme informou a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), o ataque teve início após revista dos servidores nas dependências da unidade. O princípio de motim foi contido pelo Grupo de Operações Penitenciárias Especiais (Gope). No procedimento, os agentes encontraram diversas armas brancas, além do buraco por onde os detentos planejavam fugir.

De acordo com a DGAP, os sete detentos feridos foram encaminhados à unidades de saúde para atendimento médico e, posteriormente, para a delegacia. O preso considerado como um dos mandantes do ataque foi identificado e levado para a delegacia.

Em nota, a Diretoria-Geral disse que procedimentos administrativos internos foram abertos para apuração do ocorrido. O caso também será investigado pela Polícia Civil (PC). Informações sobre o resultado das revistas e quantidade de itens ilícitos encontrados no local não foram divulgados “em conformidade com os protocolos de segurança penitenciária”.


Fonte - Mais Goiás

Postar um comentário

0 Comentários