Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


"COMEDIANTE" SEM RISOS - “Piada” de Léo Lins sobre Isabella Nardoni volta à tona e revolta web

"Quem acha essas coisas engraçadas morreu por dentro", opinou um dos vários internautas que se indignaram com "piada" antiga de Léo Lins

Reprodução

Centro de uma nova polêmica envolvendo os limites do humor e da liberdade de expressão, Léo Lins foi detonado nas redes sociais após um comentário de mau gosto sobre o assassinato de Isabella Nardoni, menina de 5 anos que foi jogada da janela do apartamento onde o pai e a madrasta moravam, no 6º andar, em 2008.

Na postagem, feita em 2020, Léo compartilha a foto de uma notícia que anunciava o nascimento do novo filho da mãe de Isabella Nardoni. “Só espero que ela more no térreo”, escreveu o comediante na legenda da postagem.

Apesar da publicação ser antiga, internautas ficaram revoltados com o humorista. “Tudo o que eu vejo sobre Leo Lins é contra a minha vontade. Depois do comentário dele sobre a Isabela Nardoni, classifiquei ele como podre”, criticou uma internauta.

Outra confusão envolvendo o nome do artista ocorreu após a queda do avião da Chapecoense, que matou 71 pessoas, em 2016. À época, Lins comparou o acidente a morte do jogador Daniel, que atuou pelo São Paulo, assassinado no Paraná. “Pelo menos ele morreu depois de comer coisa boa. Não foi como os jogadores da Chapecoense, que era comida de avião” 

Leonardo de Lima Borges Lins, mais conhecido como Léo Lins, nascido em 1982, é um humorista, ator e escritor brasileiro. Natural do Rio de Janeiro, se tornou nacionalmente conhecido por fazer piadas de humor ácido

Léo Lins começou a carreira trabalhando em shows de mágica, em 2005, e depois passou a integrar o grupo de stand-up Comédia em Pé. Em 2008, participou do quadro Quem Chega Lá, do Domingão do Faustão, onde foi finalista da competição

Em 2009, lançou carreira solo com o show Surreal e, no mesmo ano, lançou o livro Notas de um Comediante Stand-up. Tempos depois, integrou a equipe do programa Legendários, na Record

Em 2011, chamou atenção do também humorista Danilo Gentilli e passou a fazer parte do elenco do talk show Agora é Tarde, à época apresentado por Gentilli. Devido ao sucesso do programa da Band, Lins viu a demanda de shows aumentar e aproveitou para mudar sua identidade visual e piadas

Com a ida de Danilo Gentilli para o The Noite, no SBT, Léo acompanhou o amigo e permaneceu na atração desde então. Lins também participou da série A História Bêbada, no Comedy Central, em 2017, e mantém um canal no YouTube desde 2007

Em 2018, participou do filme Exterminadores do Além Contra a Loira do Banheiro, ao lado de Gentilli e Murilo Couto. Dois anos depois, integrou o elenco do spin off Exterminadores do Além (2021), série exibida pelo SBT

Recentemente, Léo Lins foi demitido do SBT após fazer uma piada envolvendo o Teleton e uma criança com hidrocefalia. No vídeo, que circula nas redes sociais, o humorista falou sobre o programa, que arrecada dinheiro em ações da emissora para ajudar crianças com deficiência, e relembrou a história de um menino do Ceará

“Eu acho muito legal o Teleton, porque eles ajudam crianças com vários tipos de problema. Vi um vídeo de um garoto no interior do Ceará com hidrocefalia. O lado bom é que o único lugar na cidade onde tem água é a cabeça dele. A família nem mandou tirar, instalou um poço. Agora o pai puxa a água do filho e estão todos felizes”, disse ele durante um show de stand-up

E essa não foi a primeira vez que o humorista causou polêmica com suas falas. Em uma outra ocasião, Léo foi processado pela dançarina Thais Carla por ter feito piada gordofóbica utilizando a influenciadora como exemplo. Em fevereiro deste ano, o humorista foi condenado a pagar indenização de R$ 15 mil por ter zombado de uma mulher transgênero em vídeo

Outra confusão envolvendo o nome do artista ocorreu após a queda do avião da Chapecoense, que matou 71 pessoas, em 2016. À época, Lins comparou o acidente a morte do jogador Daniel, que atuou pelo São Paulo, assassinado no Paraná. “Pelo menos ele morreu depois de comer coisa boa. Não foi como os jogadores da Chapecoense, que era comida de avião” 

Leonardo de Lima Borges Lins, mais conhecido como Léo Lins, nascido em 1982, é um humorista, ator e escritor brasileiro. Natural do Rio de Janeiro, se tornou nacionalmente conhecido por fazer piadas de humor ácido 

“Uma coisa é a arte retratar a realidade, outra é tirar sarro, caçoar e na maioria das vezes fazer pouco caso de uma situação que nitidamente não é necessário. Um exemplo foi o comentário que Léo Lins fez na publicão da mãe da Isabela Nardoni .. qual é a necessidade?!”, questionou outra.

“Isso é sádico. A pessoa que acha essas coisas engraçadas morreu por dentro. É desumano”, opinou um terceiro.

Fonte - Metrópoles

Nenhum comentário




Latest Articles