Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

Ads Place


GDF faz mais de 3.200 obras para melhorar a qualidade de vida no DF

Em 2023, o Executivo local investiu, entre outras áreas, em mobilidade urbana com obras viárias, como o Túnel de Taguatinga

Breno Esaki/Metrópoles

Apesar de ser uma cidade planejada, a mobilidade urbana no Distrito Federal vem sendo uma grande pauta para a população e um desafio para o Poder Público. Engarrafamentos em horários de pico marcam as vias da capital federal. Isso porque 41,4% dos moradores vão para o trabalho de carro, contra 38% de ônibus, 10% a pé e somente 2,6% de metrô, conforme dados do Observatório Territorial, da Secretaria de Gestão do Território e Habitação.

É nesse cenário que o Governo do Distrito Federal (GDF) vem atuando para criar uma nova dinâmica para a cidade, com investimentos em várias áreas, incluindo mobilidade urbana. Tanto que, em 2023, o GDF fez mais de 3.200 obras, entre entregues e em andamento.

Como é o caso do Túnel Rei Pelé e do Boulevard do centro de Taguatinga. Ambas as obras procuram facilitar o trânsito de veículos na região e, consequentemente, otimizar o tempo dos moradores e trabalhadores de todo o DF. O investimento por parte do GDF foi de R$ 275 milhões, sendo um dos maiores projetos viários do Brasil na atualidade.

Enquanto o boulevard está na etapa final de construção, mais de 137 mil motoristas são beneficiados diariamente pelo túnel desde junho deste ano. Com velocidade máxima de 60 km/h (fiscalizada por radares), a obra tem duas vias paralelas, cada uma com três pistas em cada sentido. A 20 metros de profundidade, a passagem tem 1 km de extensão e liga a Estrada Parque Taguatinga (EPTG) e a Avenida Elmo Serejo.

Outras obras viárias

Do mesmo modo, Sobradinho recebeu um viaduto, nomeado Complexo Viário Padre Jonas Vettoracci, para facilitar o tráfego de mais de 70 mil motoristas por dia. Localizado na BR-020, rodovia que liga Planaltina ao Plano Piloto, a obra de 1,2 km de extensão teve um investimento total de R$ 33,2 milhões.

Em paralelo, Águas Claras também recebeu melhorias no trânsito, com a Terceira Saída. Inaugurada em agosto deste ano, a via liga a EPTG à Rua das Carnaúbas, na altura do Lote 12, próximo ao Parque Ecológico. Com essa dinâmica, o benefício chega para os mais de 150 mil motoristas que passam por lá diariamente. O investimento para a obra também foi alto: R$ 14 milhões.

Além disso, a Rodoviária do Plano Piloto recebeu obras para segurança, mobilidade e acessibilidade, que aumentam a qualidade de vida dos mais de 700 mil moradores que passam pelo terminal diariamente. Entre outros serviços, o investimento de mais de R$ 400 mil inclui reforma da fachada, pintura do teto da plataforma superior e manutenção de bocas de lobo.

Educação

Além de investir em mobilidade urbana, o GDF focou na educação com a proposta de aumentar o acesso da população ao estudo. Como, por exemplo, a Escola Técnica de Santa Maria, que já está recebendo estudantes de Marketing e de Técnico em Administração, cursos promovidos pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no DF (Sebrae no DF) em parceria com a Secretaria de Educação.

Para atender mais de 4 mil alunos, o GDF investiu R$ 11,8 milhões em estrutura e qualificação profissional. Pensando na demanda do mercado da capital federal, a escola tem vários cursos técnicos, como Radiologia, Cuidados com idoso e Desenvolvimento de sistemas e o de rede de computadores.

Para profissionalizar ainda mais a população, a Universidade do DF oferece vagas em nove cursos: Pedagogia, Matemática, Engenharia de software, Sistemas de informação, Gestão ambiental, Serviço social, Produção cultural, Gestão pública e Gestão da tecnologia da informação. Aliás, a faculdade tem 360 alunos aprovados, sendo que mais de 230 já estão matriculados.


Qualidade de vida

Outro investimento do GDF foi o novo Restaurante Comunitário do Sol Nascente/Por do Sol, localizado na Quadra 105 do Trecho 2. Lá é servido café da manhã, almoço e jantar, inclusive nos fins de semana.

Além disso, a Feira Modelo de Sobradinho foi reformada, melhorando a qualidade do ambiente de trabalho e a experiência do cliente. Assim, movimenta a economia local e promove cultura e trabalho na região. O valor destinado para a obra foi de R$ 1,5 milhão.

Já o Parque Nacional de Brasília recebeu uma atenção especial do GDF, que tirou 450 toneladas de lixo do local. A ação é um investimento no meio ambiente e proteção da fauna e flora do DF.

Para aumentar ainda mais a qualidade de vida no Distrito Federal, mais obras do GDF estão em produção, como pista de concreto na Estrutural, 17 creches, Escola Técnica do Paranoá, quatro hospitais, delegacias no Lago Norte e Sul e viaduto no Jardim Botânico.

Nota legal

Como incentivo para a população pedir a nota fiscal na hora da compra, o GDF criou o programa Nota Legal. A ação tem benefícios múltiplos para os moradores do DF, como recuperação de até 30% do ICMS e do ISS para pessoas físicas ou empresas optantes pelo Simples Nacional. Também tem a restituição financeira.

No último dia 12, mais de 90 mil contribuintes do programa receberam o valor monetário a que têm direito por meio do Banco BRB.

Nenhum comentário




Latest Articles