Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


MUDANÇAS SEVERAS NO ESTATUTO DA FBF (FFDF)

20 De Novembro De 2015 - 16:34
Comentários desativados em Mudanças severas no Estatuto da FBF (FFDF)

Em Assembleia realizada durante todo o dia nesta quinta-feira (19), o presidente da renomeada Federação de Futebol do Distrito Federal (FFDF), antiga Federação Brasiliense de Futebol (FBF), Erivaldo Alves, juntamente com os representantes dos 24 clubes profissionais, aprovaram a mudança do Estatuto da entidade futebolística da Capital Federal. A participação de todos os dirigentes das agremiações foi um fato inédito na casa, em se tratando de assuntos estatutários.

Presidido pelo dirigente do Brasília Futebol Clube, Roberto Marques, a Assembleia teve como secretário o diretor financeiro da FFDF, Cícero Lima, além de Clever Rafael (vice-presidente do órgão máximo do futebol no DF) e Elias Andrade (presidente do Paracatu-MG), que foram os mediadores das resoluções.

Na pauta estavam 82 artigos que foram lidos um a um, para que os representantes dos times pudessem opinar e, mudar o texto em consenso, caso fosse necessário. As medidas passaram a ser válidas a partir do término da Assembleia. Para o presidente do Legião, Emanoel Teixeira, as alterações foram fundamentais e importantes para que a democracia seja primordial na FFDF.

“Aconteceu aquilo que há muito tempo precisávamos ter feito. E o mais importante de tudo é que, apesar de algumas barreiras de pessoas que não pensam no bem do futebol do DF, conseguimos aprovar o Estatuto e os malfeitores ficarão cada vez mais distante”, avaliou Emanoel.

De acordo com o presidente da FFDF, Erivaldo Alves, a adesão à Assembleia superou as expectativas. “É algo inédito. E já estamos trabalhando juntamente com os clubes há 90 dias, desde o afastamento do antigo presidente. Agora vamos trabalhar e manter nossa gestão dessa forma, ouvindo todos os clubes filiados”, esclareceu.

Erivaldo continua explicitando a positividade da aprovação das novas leis e normas dentro da FFDF. “Esse Estatuto é bom que não deixa nenhuma brecha para a corrupção, principalmente na questão do voto aberto, que foi o item que mais gostei de ter aprovado. Esse novo Estatuto é uma revolução no futebol do DF”, comemorou o presidente.

O torcedor agradece!

Em relação ao próximo passo a ser levado em consideração pelos gestores da FFDF, Erivaldo cita a regularização dos estádios. “A partir de segunda-feira próxima irei focar nessa questão. Quero no mínimo quatro. Essa é minha prioridade zero para o campeonato. Trabalhando Augustinho Lima, Abadião, Bezerrão e Serejão dá para comtemplar a todos. Sem falar no Rorizão, que estamos tentando também. Os estádios para mim são mais fundamentais que patrocínio”, revelou.

Os estádios dos times do entorno (Frei Norberto, em Paracatu-MG; Serra do Lago, em Luziânia-GO e Diogão, em Formosa-GO), também serão utilizados para a realização dos jogos da Primeira Divisão em 2016. “No Frei Norberto eu irei na quarta-feira (25) com uma comissão da federação inspecionar. Os outros dois estão até melhores que os do DF. Mas, em Paracatu-MG a questão é outra, a legislação do Ministério Público por ser outro Estado. Iremos avaliar e resolveremos da melhor maneira para o bem de todos”, finalizou Erivaldo.

Eis os principais pontos modificados em relação Estatuto anterior, que havia sido aprovado por apenas cinco clubes em 2004:

1 – Federação de Futebol do Distrito Federal (FFDF) será o nome da entidade a partir da mudança;
2 – Extinção definitiva da Terceira Divisão do Candangão;
3 – Novas filiações de clubes serão possíveis somente a partir do ano 2020. A taxa de filiação será de 1.000 salários mínimos;
4 – Somente presidentes, vice-presidentes e seus antecessores, além dos ex-presidentes e vices da FFDF poderão concorrer aos cargos de presidente e vice-presidente da entidade a partir do próximo pleito;
5 – Para concorrer, os candidatos deverão ter no mínimo cinco anos de serviços prestados como dirigentes de futebol nos cargos citados no item anterior;
6 – Para lançar uma chapa, o candidato deverá ser indicado por, no mínimo, cinco agremiações;
7 – Somente candidatos “Ficha Limpa” poderão lançar candidatura à presidência e vice-presidência da FFDF;
8 – A próxima eleição da FFDF será realizada na 1ª quinzena do mês de outubro de 2016;
9 – O peso do voto de cada clube da Primeira Divisão passou a ser de 6 pontos. O voto dos clubes da Segunda Divisão passou a ser de 3 pontos;
10 – O voto será aberto nas eleições da entidade.

Fonte - Esporte Candango

Nenhum comentário




Latest Articles