Lojistas esperam que 650 mil devem fazer compras até domingo

A estimativa é baseada no movimento de shoppings que recebem mais de 120 mil pessoas por dia nesta época do ano

Lojistas esperam que 650 mil pessoas façam compras no comércio do Distrito Federal entre sexta-feira (11) e domingo (13) no penúltimo fim de semana antes do natal.

A estimativa é baseada no movimento de shoppings que recebem mais de 120 mil pessoas por dia nesta época do ano. Lojas de shoppings abrirão domingo das 14 às 20 horas.

O Sindivarejista – Sindicato do Comércio Varejista do DF – diz que os comerciantes estão otimistas e prevendo aumento de 3% nas vendas para o fim de ano. 

Eles têm por base o movimento do primeiro fim de semana de dezembro, quando mais de 500 mil consumidores foram às lojas impulsionados pelo pagamento da primeira parcela do 13º salário.



NÚMEROS

O 13º salário está injetando na economia do DF R$ 6,4 bilhões contra R$ 5,8 bi do natal passando.

O abono natalino contempla 1.745.631 trabalhadores de diferentes segmentos públicos e privados.

O valor médio do 13º no DF é o maior do país: R$ 3.587 contra R$ 2.327 do ano passado. Em todo o Brasil, o 13º colocará na economia R$ 173 bilhões.

OTIMISMO

O presidente do Sindivarejista, Edson de Castro, diz que “temos aqui a maior renda per capita do País, o que permite que lojistas fiquem otimistas porque o consumidor está comprando”.

Acrescentou que o faturamento do último fim de semana levou muitas lojas a providenciar reforço no estoque para atender a demanda. 

Confecções, calçados, perfumes e eletrodomésticos foram os setores que mais venderam presentes até aqui.

Televisores LED de última geração, tablets e celulares modernos figuram entre os sonhos de consumo de muita gente.

“O clima de pessimismo felizmente passou”, observa Edson. “Agora, resta torcer para que as chuvas diminuam porque elas atrapalham quem tem loja de rua”, pondera.

O Sindivarejista, através de telemarketing, ouviu 84 lojistas e 64% se manifestaram otimistas quanto ao crescimento entre 2% e 3% nas vendas para o fim de ano.

ACIMA DA EXPECTATIVA

Cristiane Moura, dono da 2 Tempos, loja de moda e fábrica de confecções femininas, diz que vendeu acima do esperado nos últimos dez dias.

“Acredito que podemos passar dos 3% de aumento nas vendas. O consumidor entrou no clima. Basta ver o movimento em lojas de rua e de shoppings.”

Ela diz, ainda, que a maioria das lojas parcela compras em até seis vezes sem juros como forma de estimular o consumo. “O comércio usa a criatividade para vender mais no fim de ano”, observa.

A empresária Virgínia Guimarães, dona da rede Mabuya, com lojas em vários shoppings, é ainda mais otimista. 

“Vendemos acima da expectativa no último fim de semana e creio que a expansão para o natal atingirá 5%. O consumidor está gastando e entrou no clima do fim de ano”.

Geraldo César de Araújo, da Globo Esporte, com lojas em shopping e em rua, observa que no sábado e domingo “o movimento foi excepcional porque milhares de pessoas estavam com o dinheiro da parcela inicial do 13º no bolso ou na conta bancária. Muitas lojas estão reforçando o estoque para que não sejam surpreendidas”.

DECORAÇÃO

O presidente do Sindivarejista frisou os gastos do comércio com decoração e prêmios a consumidores, a serem oferecidos por lojas e shoppings, devem passar de R$ 5 milhões. Muitos centros de compras vão sortear carros e outros bens para estimular o consumo.

Pesquisa revela que 60% dos consumidores vão optar por presentear comprando roupas, calçados e perfumes.

Os cartões de crédito devem responder por 90% do faturamento do comércio no fim de ano “porque quem compra quer mais prazo para pagar”. 

O gasto médio com presentes deve ser de R$ 150 contra R$ 180 no natal de 2014.


Fonte: Da redação do Jornal de Brasília com SINDIVAREJISTA

Postar um comentário

0 Comentários