Polícia prende homem suspeito de matar vítima na frente do filho de 12 anos em Ceilândia

O outro envolvido no crime ainda não foi identificado e continua foragido



Após mais de sete meses, a Polícia Civil prendeu, nessa quinta-feira (2), Renato de Jesus Monteiro, de 34 anos. Ele é um dos suspeitos de matar o cobrador Diego Nunes da Silva Rodrigues, 29 anos, em outubro de 2015. Na ocasião, a vítima foi morta na frente do filho de 12 anos, em Ceilândia. Imagens de câmeras de segurança registraram a ação do criminoso. O outro envolvido no crime ainda não foi identificado e continua foragido. 

De acordo com a corporação, Diego foi abordado por dois homens, no dia 17 de outubro, quando chegava de carro em sua residência. Ele foi atingido por nove disparos de arma de fogo, que acertaram o tórax, o abdómen e o braço esquerdo da vítima. O cobrador chegou a ser encaminhado para o Hospital Regional de Ceilândia, mas não resistiu aos ferimentos. 

Segundo o delegado responsável pelo caso, Ricardo Viana, o crime foi um acerto de contas. "Na época da ocorrência, a vítima fornecia drogadas para o suspeito e estava cobrando uma dívida dele. Temendo pela própria vida, e sem querer pagar pelo produto consumido, Renato premeditou o crime", informou Viana. 

Durante as investigações, os policiais descobriram que Renato estava preso, por tráfico de drogas, no estado de Goiás, onde usava um nome falso. O suspeito possui passagens por três homicídios consumados e dois tentados, além de roubos e tráfico de drogas. Ele foi trazido para o Distrito Federal para cumprir o mandado de prisão. Se condenado por homicídio qualificado, ele pode pegar de 12 a 30 anos de reclusão apenas por este crime.



Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

Postar um comentário

0 Comentários