"Está tranquilíssimo", diz delegado sobre suspeito de matar ex, irmã dela, bebê e atirar na ex-sogra no RN


Foto/Divulgação
Do Mossoró Hoje - Agentes da Divisão de Homicídios de Mossoró (DHM) prenderam na tarde desta quinta-feira, 2, o principal suspeito do triplo homicídio e de uma tentativa de homicídio ocorridos na noite de 27 de julho no bairro Alto da Conceição, em Mossoró, região Oeste potiguar. Robson Francisco Silva dos Santos, de 26 anos, foi preso por volta das 15h na residência onde mora com a família no bairro Belo Horizonte.

Segundo a Polícia, Robson Francisco mantinha um relacionamento com Sheyla Mendonça Bezerra, de 19 anos, que estava grávida de 36 semanas (9 meses). Ela foi morta a tiros dentro de casa e, consequentemente, o bebê também morreu - apesar de todos os esforços feitos pela equipe médica.

Na mesma ocasião, a irmã de Sheyla, Samira Mendonça Bezerra, de 23 anos, também foi morta a tiros em um dos quartos da casa. A mãe das jovens, Sônia Maria Mendonça, de 50 anos, foi alvejada na cabeça. Ela teria se fingido de morta para não chamar a atenção do atirador.

O delegado Rafael Arraes, da Divisão de Homicídios de Mossoró (DHM), relatou que Robson tem um comportamento frio, esboçando uma reação de tranquilidade até mesmo na hora da prisão. Ele nega o crime. No entanto, as evidências contra ele são fortes.

"A gente tem termo de reconhecimento, tem provas que ele esteve no loca, que ele entrou em contato com ela minutos antes de ir ao local do crime, até antes de efetuar os disparos, a Sheyla gritou o nome dele "Robson, que é isso?", foi escutado por várias testemunhas, uma pessoa bastante fria, calma, está tranquilíssimo, não esboça nenhum tipo de sentimento, ele nega participação, às vezes fica pensativo, uma pessoa bastante fria", explicou Rafael Arraes.


O delegado acredita que o crime contou com participação de outra pessoa. Os agentes trabalham na tentativa de identificá-la e de apreender a arma usada no crime contra as duas irmãs, a mãe delas e o bebê.

Ainda conforme a Polícia Civil, Robson teria ido à casa da companheira naquela noite para ver o enxoval do bebê. "Ele pediu pra ver o enxoval da criança, inclusive ela estava até esperando um dinheiro para ele ajudar no enxoval", detalhou Arraes. "Ele não tem antecedentes, foi uma loucura de momento, ele já vinha discutindo com ela, ela cobrando dinheiro, ele fica frio, pensantivo, mas não relata nada sobre o caso", concluiu o delegado.

Após os procedimentos na delegacia, Robson será encaminhado ainda hoje para a Cadeia Pública de Mossoró.


Fonte - Nova Cruz Oficial

Postar um comentário

0 Comentários