Aparelho cai de guindaste e esmaga trabalhador no Sírio-Libanês

O acidente ocorreu na manhã desta quarta-feira (31/10), no prédio que está sendo construído na 613 Sul


Um homem morreu, na manhã desta quarta-feira (31/10), no Hospital Sírio-Libanês de Brasília, na 613 Sul, após um aparelho de ressonância cair sobre ele. A vítima foi identificada como Paulo dos Santos, 51 anos, que trabalhava para a empresa de logística Transportes Brasil Integrado Ltda (TBI) e prestava serviços à unidade.

Paulo participava da operação para a entrega do equipamento no segundo andar do prédio. O aparelho, que pesa aproximadamente 6 toneladas, se soltou do guindaste e caiu sobre Paulo.

O equipamento que faz ressonância magnética estava sendo levado do térreo e iria entrar por uma janela no segundo andar do hospital, onde Paulo estava. Porém, se soltou. O local foi isolado para a perícia da Polícia Civil. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o homem, que é natural de São Paulo, foi esmagado. Apenas as pernas não foram atingidas.

Quando o Corpo de Bombeiros chegou ao local, o homem já estava sem vida. O prédio onde ocorreu a tragédia é a futura da sede do hospital que é referência no país no tratamento de câncer.

A assessoria do hospital, que está em obras, confirmou que o acidente ocorreu por volta das 11h, enquanto a TBI, contratada pela unidade, fazia o transporte e içamento do equipamento médico.

“O Sírio-Libanês está colaborando com o processo enquanto as causas estão sendo apuradas”, informou a unidade hospitalar, em nota. Com o impacto do aparelho no chão, houve vazamento do gás hélio que estava dentro do cilindro e foi dissipado no ar. As equipes de produtos perigosos da corporação passaram a monitorar a situação.

O dono da TBI está acompanhando o caso. Paulo dos Santos trabalhava na empresa desde 1986. A Polícia Civil informou que a ocorrência policial foi registrada como acidente de trabalho.


Fonte - Metrópoles

Postar um comentário

0 Comentários