GDF admite erro de leitura de testes positivos para coronavírus

A pasta encontrou falha na leitura de exames com resultado positivo para Covid19 feitos na Uniplan, em Águas Claras, na terça
4 Views Comentar


A secretaria de Saúde do DF admitiu à coluna Grande Angular, do Metrópoles, que houve erro de leitura de testes com resultado positivo para coronavírus realizados na Uniplan, nessa terça-feira (21/04), primeiro dia de testagem em massa da população do Distrito Federal.

Todas as 20 pessoas que testaram positivo na terça-feira foram convocadas para fazer novo exame na quarta-feira (22/04), de acordo com a pasta. Contudo, a secretaria não informou em quantos desses casos há realmente infecção.

A coluna apurou que entre os que testaram positivo na Uniplan estavam quatro bombeiros militares, que refizeram o teste e tiveram resultado negativo para a doença.

Só na terça-feira, foram feitos 445 exames na Uniplan. Nessa quarta-feira, dos 732 testes realizados, 12 resultaram positivo.

Em todos os oito postos de atendimento espalhados entre Águas Claras e o Plano Piloto, foram aplicados 6.555 exames nos dois dias de testagem em massa.

Até o fim de maio, o governador Ibaneis Rocha (MDB) planeja fazer 450 mil testes no DF. “Isso significa um número próximo de 15% da nossa população”, apontou.

Segundo Ibaneis, o mapeamento vai nortear as ações do governo para a reabertura gradual do comércio e das atividades na unidade federativa.

Em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (23/04), o secretário de Saúde, Francisco Araújo, falou sobre o assunto. Segundo ele, entre 8 mil testes, oito tiveram problemas. Explicou que há um percentual de falso positivo e falso negativo.
“Esse sangue pode coagular de forma que o exame não consiga ler de forma adequada. O percentual foi bastante baixo e os testes com problemas foram repetidos de imediato”, afirmou.

“Nós não trabalhamos com erros. Todo mundo sabe que o teste rápido, é natural que dentro dos testes haja uma leitura que tenha que ser feita, mas não podemos dizer que isso é um erro”, apontou.

Araújo disse que a pasta testa a população para que, no futuro, existam indicadores e segurança. “Dentro de 8 mil testes, encontrar oito com problema é imprudente falar que teve erro e assustar a população”, insistiu.

O que diz o CBMDF

Em nota, o Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) confirmou que os quatro bombeiros do quartel de Águas Claras que testaram positivo na terça-feira foram convocados para refazer o teste, que deu negativo na segunda vez.

“A boa notícia motivou a Administração de Águas Claras a intensificar as ações preventivas com adoção de procedimentos de higienização (com água sanitária e cloreto de sódio), que serão feitos em diversos locais da cidade. O serviço será efetuado por equipe contratada pela própria administração, iniciando-se nos quartéis da PMDF e do CBMDF”, destacou a corporação.


Fonte - Metrópoles

Postar um comentário

0 Comentários