DISTRITO FEDERAL - Caesb faz campanha para arrecadar e doar sabonetes a famílias vulneráveis

Pelo menos 1,5 mil moradores do DF podem ser beneficiados com a iniciativa, que vai durar 30 dias, mas pode ser prorrogada

Nesta terça-feira (05/05), Dia Mundial de Higiene das Mãos, a ​Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) lança campanha para arrecadar sabonetes e sabão em barra para famílias do DF em situação de vulnerabilidade social. A medida é essencial para evitar o contágio do novo coronavírus.

A iniciativa é aberta para toda a população. A meta é arrecadar ao menos 20 mil unidades. A ideia surgiu porque, apesar de não paralisar os serviços essenciais, a Caesb teve que suspender algumas atividades para contribuir com o isolamento social. Como o Projeto Golfinho, que atende crianças e adolescentes com idades entre 6 e 16 anos de regiões onde há vulnerabilidade social.

Os serviços essenciais da Caesb continuaram a ser realizados, mesmo com o novo coronavírus Nilson Carvalho/Agência Brasília

Campanha da Caesb para arrecadar e doar sabonetes Caesb/Divulgação

Caesb fornece máscaras feitas em impressora 3D para funcionários Divulgação/Caesb

Assim, os participantes tiveram que ficar em casa. Como uma das principais formas de prevenção à contaminação da Covid-19 e outras doenças é a lavagem das mãos com água e sabão, a ​Caesb começou a campanha para doar às famílias das crianças e dos adolescentes do Projeto Golfinho. Pelo menos 1,5 mil moradores do DF podem ser beneficiados com a ideia.

A iniciativa teve início com integrantes ativos, como o Shopping DF Plaza​ e a Mirante Incorporações, por exemplo, que doou 2 mil sabonetes. Os produtos podem ser entregues nas portarias das unidades da ​Caesb e em locais indicados pelos parceiros ​da campanha, a partir da semana que vem, para facilitar o recebimento e o armazenamento.

A companhia receberá as doações nas portarias das unidades Sede (Lotes 13 / 21 – Centro de Gestão de Águas Emendadas, Av. Sibipiruna – Águas Claras) e SIA (Lote F – SAPS, SIA Trecho 1). Em princípio, a campanha vai durar 30 dias, mas o prazo pode ser prorrogado.

A distribuição de barras de sabão e sabonete vão começar no início de junho, tomando os cuidados de prevenção ao coronavírus, principalmente no que diz respeito à aglomeração de pessoas.


Fonte - Metrópoles

Postar um comentário

0 Comentários