*Instituto de Identificação e ASBRAPP promovem “Cantata de Natal”*


Evento que encerra as atividades sociais e culturais da Associação Brasiliense de Peritos Papiloscopistas e do Instituto de Identificação aconteceu na tarde da última sexta-feira (18), no hall de entrada do Instituto de Identificação, seguiu todos os protocolos de prevenção ao Covid-19 e contou com as presenças dos servidores do órgão, diretoria da ASBRAPP, do diretor do Departamento de Polícia Técnica da PCDF, Raimundo Cleverlande Alves de Melo e outros convidados.

Neste ano, além da tradicional apresentação de artistas da PCDF e da ceia natalina, o evento teve mais dois momentos marcantes. O primeiro foi o descerramento de nove placas homenageando todos os servidores que ingressaram no órgão, perpetuando seus nomes na história do Instituto de Identificação da PCDF. Essas placas ficarão expostas no hall de entrada do I.I. O segundo momento foi a despedida da atual diretoria da ASBRAPP, que encerra o seu mandato no próximo dia 31/12.

 

O evento teve inicio com as palavras do diretor do Instituto de Identificação, Simão Pedro, que falou do momento ecumênico que reuniu todos os Peritos Papiloscopistas com proposito de fazer uma reflexão sobre 2020, bem como, promover a aproximação de todos os colegas por meio daquela confraternização. “Somos gratos por desfrutarmos de momentos semelhantes a este, pois podemos reunir toda a categoria e confraternizarmos lembrando de todos os momentos bons e ruins que tivemos durante o ano, mas, acima de tudo, poder olhar para os nossos colegas, que muitas vezes pela correria do dia-a-dia não os vemos, e dizer da satisfação do reencontro.”

 


Ao se referir a ASBRAPP, Simão não poupou elogios a atual diretoria pela gestão ao longo do mandato, que considerou como sendo “belíssimo trabalho”. “Estão de parabéns o Alceu, a Gilma, o Agenor, a Sther, enfim, todos os diretores que proporcionaram um belíssimo trabalho a frente da nossa associação durante os últimos três anos. Vocês não pouparam esforços para fazer da ASBRAPP uma associação voltada para a categoria”. Ele também deu as boas vindas a nova diretoria da associação. “Também quero dar as boas vindas a nova diretoria da ASBRAPP que tomará posse no dia 1º de janeiro, nas pessoas da Maíra e do Moleta e dizer que estaremos sempre à disposição”.

Em seguida, falou o presidente da ASBRAPP, Alceu Prestes de Mattos, que em seu discurso fez uma breve retrospectiva da atual gestão e em seguida, falou do descerramento das placas em homenagem a todas as turmas. “Estamos reunidos para celebrar a memória do Instituto de identificação, simbolizada, nesta oportunidade, pelas placas das turmas contendo os nomes dos Papiloscopistas Policiais que construíram a história de sucesso do Instituto de Identificação. A iniciativa tem por objetivo perpetuar a identidade daqueles que empregaram sua proficiência no desenvolvimento das técnicas que levaram o I. I. ao patamar de excelência em que se encontra no presente momento.”

 


Alceu ainda fez questão de lembrar da evolução do I.I. através dos tempos. “Desde os pioneiros da turma de 1973, passando pelas turmas de 1978, 1982, 1986, 1992, 1996, 2002, 2009 até os “novinhos” da turma de 2017, o Instituto de Identificação contou com profissionais da mais elevada qualificação técnica, aonde muitos procedimentos realizados na atualidade com altíssimo grau de eficiência tiveram sua origem na ousadia dos primeiros Papiloscopistas, aliás, Auxiliares de Datiloscopista, nome do cargo da turma de 1973.”

 Ao finalizar o seu discurso, Alceu agradeceu pela oportunidade em poder escrever o nome de toda a diretoria na história da ASBRAPP, bem como pela dedicação de todos os Peritos Papiloscopistas na história da identificação da PCDF. “Obrigado por dedicarem sua juventude, seus sonhos e suas alegrias na construção do melhor Instituto de Identificação do Brasil e, quiçá, do mundo.”

Após as palavras de Alceu, começaram os descerramentos das placas. Uma a uma foi revelada aos presentes com os nomes de todos os servidores que fizeram parte do Instituto de Identificação na sua história. A primeira, referente a turma de 1973, foi descerrada pelo Perito Papiloscopista Júlio que num tom de descontração disse que “somente estava representando os colegas que não puderam estar presentes naquele evento, mas que a sua turma era próxima à dos novinhos.”

 


Ao final, houve a tradicional apresentação dos artistas do Instituto de Identificação que entoaram várias canções natalinas e gospel e em seguida os participantes desfrutaram de uma deliciosa ceia natalina oferecida pela ASBRAPP.


Confira todas as fotos em www.asbrapp.org.br (acesso somente para associados)

Fonte - ASCOM ASBRAPP

Postar um comentário

0 Comentários