Palácio do Buriti é iluminado com bandeira trans

Ação é uma homenagem à Semana da Visibilidade Trans, que visa conscientizar sobre a luta contra a transfobia

JOEL RODRIGUES/AGÊNCIA BRASÍLIA

Em homenagem à Semana da Visibilidade Trans, o Palácio do Buriti, sede do Poder Executivo no DF, foi iluminado nas cores rosa, azul e branco referentes à bandeira trans (transexuais, travestis e trangêneros).

O objetivo é dar mais visibilidade à comunidade, promover a conscientização sobre a diversidade de gênero e aderir à luta contra a transfobia. O prédio recebeu a nova iluminação nessa segunda-feira (25/1) e vai ficar com a iluminação especial até esta sexta (29/1).

Prédio fica com iluminação colorida até sexta-feira (29/1)Joel Rodrigues/Agência Brasília


Em 2019, o Governo do Distrito Federal (GDF) assinou o Pacto de Enfrentamento à Violência LGBTfóbica que busca ações de combate ao preconceito e a violência contra a população LGBT.

Para o morador do Guará Adam Victor Jesus Ferreira, 24 anos, a iniciativa é fundamental para garantir a cidadania das pessoas trans. “Eu sinto que a visibilidade trouxe mais respeito para a gente, assim como, as lei de proteção aos direitos humanos”, pondera.

Em caso de agressão por motivação LGBTfóbica, a Sejus orienta a população que a denúncia seja feita de forma presencial na Decrin, via telefone 197 ou na delegacia eletrônica. Em casos de violação de direitos humanos, a vítima deve ligar para o telefone 162 ou acessar o site da Ouvidoria.
Visibilidade

Em 29 de janeiro é celebrado no Brasil o Dia da Visibilidade Trans. A ideia surgiu em 2004, quando um grupo de ativistas trans participou, no Congresso Nacional, do lançamento da primeira campanha contra a transfobia.

A data passou, então, a representar a luta cotidiana das pessoas trans pela garantia de direitos e pelo reconhecimento da sua identidade, principalmente as que se encontram em situação de vulnerabilidade.

Fonte - Metrópoles

Postar um comentário

0 Comentários