Page Nav

HIDE


Últimas notícias:

latest

CAMPANHA - COMBATE A DENGUE


EM CAMPANHA - Aos 81 anos, Suplicy é o deputado estadual mais votado em SP

Com a votação expressiva de Suplicy, mais de 800 mil votos, o PT terá a maior bancada na Alesp ao lado do PL

Marcos Oliveira/Agência Senado

O ex-senador Eduardo Suplicy (PT) conquistou 807 mil votos e tornou-se o deputado estadual mais votado de São Paulo. A partir de 2023, ocupará uma das 94 cadeiras da Câmara Legislativa do estado (Alesp).

Suplicy foi seguido pelo candidato Carlos Giannazi (PSol), que teve 276 mil votos, Paula Da Bancada Feminista (PSol), com 259 mil, e Bruno Zambelli (PL), que reuniu 235 mil votos.

Veja a lista dos mais votados em SP:

Eduardo Suplicy (PT) – 807.015 votos
Carlos Giannazi (PSol) – 276.811 votos
Paula Da Bancada Feminista (PSol) – 259.771 votos
Bruno Zambelli (PL) -235.305 votos
Major Mecca (PL) – 224.462 votos
Tomé Abduch (Republicanos) – 221.656 votos
André Do Prado (PL) – 216.268 votos
Tenente Coimbra (PL) – 209.705 votos
Delegado Olim (Progressisas) – 201.348 votos
Ana Carolina Serra (Cidadania) – 198.698 votos
Milton Leite Filho (União Brasil) – 198.429 votos
Gil Diniz (PL) – 196.215 votos
Bruna Furlan (PSDB) – 195.436 votos
Capitão Conte Lopes (PL) – 192.454 votos
Itamar Borges (MDB) – 183.480 votos
Marcos Damasio (PL) – 183.219 votos
Carlos Cezar (PL) – 180.690 votos
Carla Morando (PSDB) – 177.773 votos
Jorge Wilson (Republicanos) – 177.614 votos
Ediane Maria (PSol) – 175.617 votos
Marta Costa (PSD) – 170.541 votos
Emídio De Souza (PT) – 157.834 votos
Professora Bebel (PT) – 155.983 votos
Guto Zacarias (União Brasil) – 152.481 votos
Gerson Pessoa (Podemos) – 143.704 votos
Enio Tatto (PT) – 142.785 votos
Luiz Fernando (PT) – 141.017 votos
Rogério Nogueira (PSDB) – 139.756 votos
Oseias De Madureira (PSD) – 137.205 votos
Valeria Bolsonaro (PL) – 131.557 votos

Com a votação expressiva de Suplicy, o PT obteve mais assentos na Alesp. A federação que inclui PT, PV e PC do B terá 19 vagas. Será a maior bancada da Casa, ao lado da do PL (Partido Liberal), que também deve obter 19 posições.

No fim de setembro, Suplicy teve um encontro com o Papa Francisco. Na ocasião, o pontífice cobrou uma cachaça do político brasileiro durante um evento. O então candidato a deputado estadual em São Paulo esteve no encontro da Economia de Francisco e Clara, em Assis, na Itália, e aproveitou para levar um exemplar do livro dele para chefe da Igreja Católica. Mas, ao entregar, acabou levando uma pequena bronca do religioso.

“Você trouxe o livro, mas não trouxe uma cachaça?”, questionou o papa. O questionamento foi feito no momento em que Suplicy presentou o representante da Igreja Católica com uma edição da obra Renda Básica de Cidadania – A Saída é Pela Porta. “Eu sou o senador que, no Brasil, apresentou a lei aprovada da Renda Básica Universal sobre a qual fala tão bem em seu livro Vamos Sonhar Juntos”, explicou o petista.

Quem é Suplicy

Suplicy tem 81 anos. Ele foi eleito deputado estadual pela primeira vez em 1978, pelo MDB. Logo depois, ajudou a fundar o PT. Em 1982, elegeu-se deputado federal.

Em 1985, disputou a vaga na Prefeitura de São Paulo, mas perdeu a eleição. Um ano depois, foi derrotado na corrida ao governo do estado. Em 1988, elegeu-se vereador, o mais votado na capital paulista e, em seguida, escolhido presidente da Câmara Municipal. Em 1990, chegou ao Senado. Foi reeleito mais duas vezes para o mesmo cargo, em 1998 e 2006

Em 2016, tornou-se o vereador mais votado nas eleições paulistanas. Teve 301 mil votos. Em 2018, voltou a perder eleição para o Senado. Em 2020, foi reeleito vereador de novo como o mais votado, com 167 mil votos.

Fonte - Metrópoles

Nenhum comentário




Latest Articles