Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

Ads Place


Darth Vader 'condenado': Tribunal chileno julga vilão de Star Wars

Um dos maiores vilões do cinema, o personagem da saga de ficção científica foi julgado e condenado numa Corte do Chile durante celebração com fins educacionais

Darth Vader é condenado em tribunal no Chile - Rafael Arancibia/AFP

O vilão da saga 'Star Wars', Darth Vader, alcançou uma conquista inédita neste domingo. O personagem de uma das maiores franquias do cinema teve sua pena — pela qual havia sido condenado a "congelamento perpétuo" — reduzida após um julgamento incomum no Chile. A decisão do Tribunal de Apelações de Valparaíso, cidade localizada 120 km a oeste de Santiago, faz parte de um exercício educativo para aproximar os cidadãos do trabalho dos tribunais no Dia do Patrimônio, celebrado neste fim de semana.

No "julgamento" chileno contra Darth Vader por ter decepado a mão de seu filho Luke Skywalker — cena que ocorre no episódio 'O Império Contra-Ataca' — foi determinado que o fato a ser condenado "era a mutilação (...) e não o que o Sr. Vader fez antes."

Por este motivo e "tendo em conta as penas previstas no código penal espacial" o vilão foi condenado a permanecer congelado por 30 anos em carbonita, "sendo proibido de se aproximar por 30 anos da vítima, Luke, a pelo menos três planetas de distância", concluiu o tribunal. Além disso, Vader — vestido de preto e com seu capacete e capa característicos — foi completa e perpetuamente incapacitado para o "uso sombrio da força" e sabre de luz.

O advogado de defesa de Vader, Juan Carlos Manríquez, afirmou em seu argumento, em nome de seu cliente, que seu pedido era por "nada mais e nada menos que justiça":

— É um ser humano com direitos, ainda que em parte. (...) É quase uma máquina, mas também é um homem. É um pai — recorda Manríquez, ressaltando que o agressor é também o progenitor da vítima.

Julgamento de Darth Vader no Chile teve caráter educacional — Foto: Rafael Arancibia/AFP

A presidente do Tribunal de Apelações, María del Rosario Lavín, explica que o objetivo da atividade era trazer a Justiça, tão pouco compreendida, para mais perto da população "para que vejam o que se faz num tribunal da apelação, porque as pessoas sabem muito sobre processos e tribunais, mas não sobre a função que aqui se exerce".

— Na minha carreira judicial, tive criminosos terrivelmente ruins, então a presença de alguém como Darth Vader não é novidade — disse a magistrada.

Durante o Dia do Patrimônio, instituições, museus e organizações de todo o país, incluindo o palácio presidencial de La Moneda, abriram as suas portas gratuitamente para partilhar o seu patrimônio com a comunidade.

Por AFP — Valparaíso, Chile

Nenhum comentário




Latest Articles