Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

Ads Place


INVERSÃO - Idosa agredida por PM com soco no interior de SP vai ser investigada por lesão corporal e desacato

Além dela, os filhos que foram agredidos enquanto estavam algemados também serão investigados pelos mesmos crimes. De acordo com a SSP, as investigações podem mudar a condição.


A idosa agredida com um soco no rosto por um policial militar no interior de São Paulo vai ser investigada por lesão corporal e desacato a autoridade, enquanto o caso é analisado pela Polícia Civil.


O caso aconteceu na tarde da última terça-feira (30), no bairro Água Branca, em Igaratá. Um vídeo gravado por uma testemunha (assista acima) mostra o policial Kleber Freitas da Silva agredindo um homem que estava rendido e dando um soco no rosto da idosa, que é deficiente auditiva e tentava intervir.

Idosa mostrando local onde levou um soco de um policial militar. — Foto: Reprodução/TV Vanguarda

Além de Vilma dos Santos de Oliveira, de 70 anos, os dois filhos dela, Benedito Diogo dos Santos de Oliveira e Luciano Aparecido dos Santos de Oliveira, também serão investigados pelos mesmos crimes até o fim da apuração completa por parte da polícia.

O g1 teve acesso ao boletim de ocorrência que foi registrado e constatou que, além de constarem como vítimas, os três constam também como autores de crime.

Ao g1, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) explicou que a condição do trio como autor será mantida enquanto a investigação estiver em andamento e os procedimentos, como exame de corpo delito e inquérito policial, ainda não tiverem resultado.

Homem afirma ter sido agredido pela Polícia Militar em Igaratá (SP). — Foto: Reprodução/TV Vanguarda

Ainda segundo a SSP, o fato do vídeo das agressões por parte dos policiais ter sido divulgado não é capaz de afastar Vilma, Benedito e Luciano da condição de autores.

De acordo com a Polícia Militar, os PMs Kleber Freitas e Thiago Alves foram hostilizados e agredidos pela família quando chegaram ao local em que foram acionados para resolver uma briga de vizinhos por demarcação de terra.

PMs agredindo idosa e homem rendido em Igaratá, SP - PM Thiago ao lado esquerdo e PM Kléber do lado direito da foto. — Foto: Reprodução

O caso

Uma discussão entre vizinhos em Igaratá na tarde da última terça-feira (3) terminou na delegacia da cidade. A Polícia Militar foi acionada para controlar a discussão, mas um agente foi flagrado agredindo um homem rendido e uma idosa que tentava intervir.

Um vídeo gravado por uma testemunha mostra um trecho da abordagem e o momento em que os policiais agridem Vilma de Oliveira e o filho.

O g1 apurou que tudo começou com uma discussão por demarcação de terra. O vizinho de Vilma estava construindo um muro que invadia a propriedade da senhora, que reclamou com ele da situação.

A reclamação evoluiu para uma discussão acalorada entre o vizinho e os filhos de Vila. Para controlar a briga, a Polícia Militar foi acionada, mas a situação ficou ainda pior.

De acordo com um dos filhos dela que foi algemado, Benedito Rodrigues de Oliveira, as agressões por parte da polícia continuam na viatura, quando não havia mais ninguém filmando.

Ele conta que levou golpes de cassetete na cabeça e vários socos no rosto.

“Eles prenderam a gente, algemaram, deram mata-leão. Até aí tudo bem, mas no meio do caminho (na viatura) fizeram isso. Pode até ver que foi só de um lado, porque eu estava encostado na viatura”, diz o motorista.

Homem afirma ter sido agredido pela Polícia Militar em Igaratá (SP) — 
Foto: Reprodução/TV Vanguarda

Afastamento

O policial militar Kleber Freitas da Silva, que foi flagrado agredindo um homem rendido e algemado e dando um soco no rosto da idosa no interior de São Paulo, foi afastado das atividades operacionais, segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Posteriormente, o segundo policial envolvido no caso, Thiago Alves de Souza, também foi afastado.

Ainda de acordo com a SSP, foi instaurado um inquérito Policial Militar (IPM) para apurar todas as circunstâncias do ocorrido.

A pasta informou também que algemaram e agrediram a família pois foram hostilizados e também agredidos pelo grupo durante uma discussão de vizinhos por demarcação de terra.

Polícia afasta PM que agrediu idosa com soco e homem rendido em Igaratá. — 
Foto: Reprodução/TV Vanguarda

O que diz a Polícia Militar?

Em um comunicado publicado nas redes sociais no fim da manhã desta quarta-feira (31), a Polícia Militar informou que todas as circunstâncias do caso estão sendo analisadas e são objeto de apuração por meio de inquérito.

Leia abaixo a nota da PM:

A Polícia Militar esclarece que nesta data (30), foi acionada via COPOM por volta das 15h00 para atendimento de ocorrência de discussão entre familiares, no município de Igaratá.

Os policiais militares iniciaram a mediação entre as partes, que estavam irredutíveis e agressivas, quando subitamente um dos policiais foi agredido por um indivíduo, e ainda sofreu uma tentativa de estrangulamento por um outro indivíduo.

Após, como mostraram as imagens, houve o uso de força para conter as pessoas envolvidas. Em meio às agressões sofridas e, durante a tentativa de contenção de um dos indivíduos, um dos policiais atingiu de forma mais enérgica uma mulher.

Com relação às ações dos policiais, todas as circunstâncias estão sendo analisadas e são objeto de apuração por meio de inquérito Policial Militar.

Em função do ocorrido, a ocorrência foi registrada na Delegacia de Polícia de Igaratá, e todos os envolvidos, inclusive os policiais, foram encaminhados ao pronto socorro local para exames de corpo de delito.

Fonte - g1/Vale do Paraíba e Região

Nenhum comentário




Latest Articles