Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

Ads Place


REVELAÇÃO - Ex-oficial de inteligência dos EUA diz que governo tem óvnis intactos; Nasa nega origem extraterrestre

Na semana passada, agência espacial americana fez painel no qual disse que são necessários 'dados melhores' para analisar fenômeno

Ovni abatido no Canadá Reprodução/Divulgação

David Grusch, um ex-funcionário da inteligência americana, veio a público denunciar que o governo dos Estados Unidos mantém guardados intactos Objetos Voadores Não Identificados (Óvnis) de origem não humana. A Nasa, que na semana passada apresentou um painel no qual seus especialistas afirmaram que o mistério dos óvnis continuará sem solução, reafirmou não ter evidencias que tais objetos voadores tem origem extraterrestre.

As denuncias de Grusch foram feitas ao site americano The Debrief e repercutiram na imprensa internacional. Ex-militar, o americano foi funcionário da Agência Nacional de Inteligência Geoespacial (NGA) e do Escritório Nacional de Reconhecimento (NRO), tendo atuado em uma Força-Tarefa de Fenômenos Aéreos Não Identificados. Ainda segundo ele contou ao Debrief, as informações quanto a existência dos óvnis recolhidos estão sendo mantidas em sigilo de forma ilegal do Congreso.

Grusch, no entanto, disse não ter visto pessoalmente os supostos veículos alienígenas. Ele, que deixou de trabalhar para o governo em abril após 14 anos no serviço público, relatou ter sofrido retaliações, mas não deu detalhes. Grusch afirmou ainda ter entregue provas de suas declarações ao Congreso americano.

Ao jornal britânico The Guardian, o astrofísico David Spergel, presidente da equipe da Nasa que estuda Fenômenos Aéreos Não Identificados, afirmou desconhecer as alegações de Grusch.

Questionada pelo veículo, um porta-voz da Nasa, por sua vez, declarou: "Uma das principais prioridades da Nasa é a busca por vida em outras partes do universo, mas até agora, a NASA não encontrou nenhuma evidência confiável de vida extraterrestre e não há evidências de que os UAPs sejam extraterrestres. No entanto, a Nasa está explorando o sistema solar e além para nos ajudar a responder a questões fundamentais, incluindo se estamos sozinhos no universo".

Painel da Nasa: 'Precisamos de dados de melhor qualidade'

Um grupo de cientistas e especialistas reunidos pela Nasa, a agência espacial americana, realizou nesta quarta-feira uma histórica e inédita audiência pública sobre os óvnis, objetos voadores não identificados. Segundo os analistas, mas informações de qualidade são necessárias para desvendar os mistérios que despertam curiosidade e atenção da Humanidade.

O grupo de 16 especialistas foi formado em junho de 2022 para analisar dados referentes aos fenômenos anômalos identificados (UAPs, na sigla em inglês), novo termo que diz respeito a objetos e incidentes no espaço, no céu ou na água cuja origem não pode ser imediatamente identificada. Um relatório com a conclusão dos trabalhos de nove meses deverá ser divulgado no próximo trimestre, mas a audiência desta quarta foi importante por marcar as "deliberações finais".

— Se eu fosse resumir em uma linha o que sinto que aprendemos, é que precisamos de dados de melhor qualidade — disse o presidente do painel, David Spergel, durante suas intervenções iniciais na audiência de quatro horas.

Respondendo a uma pergunta da audiência sobre a existência de extraterrestres, Spergel disse que a Nasa ainda não encontrou evidência de que há vida em outros pontos do cosmos:

— Nós sabemos que há muitos planetas, então há muitos ambientes em potencial para a vida — disse ele, afirmando que a agência espacial tenta de várias formas apurar se estamos ou não sozinhos. — Ainda não encontramos vida fora da Terra, mas estamos procurando.

Fonte - O Globo e agências internacionais

Nenhum comentário




Latest Articles